Fonte: OpenWeather

    Desespero


    Vídeo: mãe tenta identificar filho entre mortos em confronto com PM

    Desesperada por informações, a mãe subiu na viatura do IML para tentar reconhecer o corpo do filho, que possivelmente seria um dos cinco mortos no confronto com a Rocam que aconteceu na noite desta sexta-feira (17), em Manaus

    Logo após a retirada do primeiro corpo, a mulher se aproximou da entrada do necrotério e tentou visualizar se era o filho
    Logo após a retirada do primeiro corpo, a mulher se aproximou da entrada do necrotério e tentou visualizar se era o filho | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus - Desesperada por informações, uma mãe subiu na viatura do Instituto Médico Legal (IML) para tentar reconhecer o corpo do filho, que possivelmente seria um dos cinco mortos no confronto com a Rocam que aconteceu na noite desta sexta-feira (17), no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul de Manaus. 

    O fato aconteceu quando a equipe do IML fazia as remoções dos corpos das vítimas do necrotério do Hospital 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul. 

    Logo após a retirada do primeiro corpo, a mulher aproximou-se e tentou visualizar se o filho estaria entre os mortos, porém o cadáver estavam coberto para ser transportado no carro do IML.

    Inconformada pela ausência de notícias, a mulher subiu na viatura e tentou abrir o saco onde estava o corpo, mas foi impedida pelos seguranças da unidade de saúde. Amparada pelos agentes do IML, a mãe foi orientada a fazer a identificação do filho na sede do órgão, localizado no bairro Cidade Nova, Zona Norte da capital. 

    "Na hora de matar a polícia não pede autorização, agora querem me impedir de reconhecer meu filho", lamentava a mulher. 

    Até a publicação dessa matéria, a identidade dos mortos ainda não havia sido confirmada pela polícia. 

    O caso

    Após  troca de tiros entre bandidos suspeitos de pertenceram à facção Comando Vermelho (CV) e policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul de Manaus, deixou cinco homens mortos na noite desta sexta-feira. Nenhum policial foi ferido.

    O tiroteio aconteceu durante uma perseguição policial na avenida Presidente Kennedy, próximo ao Porto Chibatão.

    Segundo o tenente Guilherme, da Rocam, comandante da operação, o bando estava preparado para atacar uma boca de fumo no Beco da Bomba, pertencente a traficantes da Família do Norte (FDN), quando foram surpreendidos pela Polícia e começaram a atirar nos policiais, que revidaram a agressão. 

    Veja o vídeo: 


    Comentários