Fonte: OpenWeather

    Estupro de Vulnerável


    DNA confirma: Homem que estuprou filha é pai do bebê que ela esperava

    O exame de DNA confirmou que Tomé Silva Faba estuprou e engravidou a filha de 13 anos. A menina morreu por complicações na gravidez

    Tomé da Silva Faba foi denunciado por estuprar e engravidar a filha de 13 anos em Coari
    Tomé da Silva Faba foi denunciado por estuprar e engravidar a filha de 13 anos em Coari | Foto: Divulgação

    Coari -  O resultado do exame de DNA divulgado nesta sexta-feira (31), que foi realizado entre Tomé Silva Faba, de 36 anos, suspeito de estuprar e engravidar a própria filha, Ketelen da Silva Faba,  de 13 anos, e o bebê fruto do abuso sexual, confirmou que o suspeito, que além de ser avô, também é o pai da criança. A filha de Tomé morreu no dia 11 de dezembro, por complicações na gestação. O crime aconteceu na comunidade Santa Maria do Iguapó Grande, na Zona Rural de Coari, (distante 363 quilômetros em linha reta de Manaus).

    Segundo o delegado José Barradas, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, o resultado agrava o crime de Tomé que agora, além de ser denunciado por estupro de vulnerável, ainda terá o agravante por morte.

    A polícia informou que os abusos sexuais aconteciam quando a adolescente era convidada para pescar com o pai. Tomé se entregou à polícia no dia 19 de dezembro de 2019, acompanhado de uma advogada e teve o mandado de prisão preventiva cumprido. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e, desde então, permanece na Unidade Prisional de Coari. O Inquérito Policial (IP) do caso já foi remetido à Justiça. 

    Comentários