Fonte: OpenWeather

    Lábrea


    Vídeo: casal de idosos é vítima de latrocínio em Lábrea

    Criminoso utilizou perna manca para intimidar o casal

    Da residência da família foi roubado uma motocicleta,  R$ 280,00, um rifle calivre 22 e um revólver calibre 38.
    Da residência da família foi roubado uma motocicleta, R$ 280,00, um rifle calivre 22 e um revólver calibre 38. | Foto: Divulgação

    Manaus - Um caso de latrocínio (situação em que se mata para roubar) chocou Lábrea, município situado a pouco mais 701 quilômetros de Manaus. O casal residente do ramal do Igarapé Grande, Miguel Vicente da Silva, 62, e Maria Pereira Leite, 50, teve sua residência invadida e foram vítimas de ataques por perna manca. O fato ocorreu às 23h deste sábado (1).

    A Polícia Militar do Amazonas, por meio da 4º Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Lábrea foi informada via 190 de que no ramal do Igarapé Grande havia um casal de idosa vítima de latrocínio em sua residência, que fica no referido local.

    Com base na informação foi deslocado a viatura da área para verificação onde foi constatado a veracidade da informação. Ao chegarem no local, encontraram o senhor Miguel caído, já sem vida, e a senhora Maria sentada ao lado do corpo bastante ferida de golpes de "perna manca" (travessa de madeira) usada no crime que estava do lado das vítimas.

    A polícia acionou a ambulância para prestar os primeiros socorros à vítima lesionada e a remoção do corpo que foram conduzidos para o Hospital Regional de Lábrea, onde a Maria segue bastante lesionada, porém sem risco de morte.

    A vítima informou que não reconheceu o infrator, pois o mesmo desligou a rede de energia para que ficasse escuro e poder cometer o delito sem ser reconhecido.

    Da residência da família foi roubado uma motocicleta,  R$ 280,00, um rifle calivre 22 e um revólver calibre 38. 

    Perna manca utilizada no crime.
    Perna manca utilizada no crime. | Foto: Divulgação

    Quem encontrou o casal foi o filho da família, de apenas 13 anos de idade. 

    O principal suspeito é o sobrinho da vítima, Francisco Carlos Bezerra, de 24 anos de idade. Existe a suspeita de que ele tenha cometido o crime por ser usuário de drogas.  Ele chegou a mandar mensagens do celular da vítima para sua ex-esposa relatando que teria feito uma besteira com seu tio (vítima) e que não retornaria mais para a cidade e até então está sem aparecer até o presente momento. 

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Confira a reportagem | Autor: TV Em Tempo
     
    Comentários