Fonte: OpenWeather

    Abuso


    Preso homem que abusava de enteada e da sobrinha dela, em Manaus

    A adolescente de 16 anos declarou que era abusada desde os 12 anos. O autor estava se relacionando com a mãe da garota, na época dos abusos.

    O caso foi denunciado pela DEPCA, onde as adolescentes prestaram depoimentos | Foto: Kennedson Paz

    Manaus - Uma operação da Polícia Civil, realizada na manhã desta quinta-feira (6), prendeu um homem de 44 anos, que era investigado por ter abusado de duas adolescentes, de 12 e 16 anos, em Manaus. Uma das vítimas informou que estava sendo abusada há quatro anos. 

    O homem foi preso na residência onde morava, situada na rua Inoa, bairro Novo Aleixo, Zona Norte. A primeira denúncia contra ele foi realizada em Agosto de 2019.

    Após quatro anos de segredo, a adolescente de 16 anos relatou à mãe que foi abusada pelo padrasto quando tinha apenas 6 anos e a prática se estendeu até aos 12 anos.

    O caso foi denunciado à polícia e foi dado início aos procedimentos investigativos sobre o caso. Um mês após o primeiro Boletim de Ocorrência (B.O), a irmã da garota de 16 aos procurou a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) para informar que a filha dela também tinha sido abusada pelo mesmo homem.

    Encorajada pela atitude da tia, a segunda vítima, de 12 anos, disse para a mãe que era abusada pelo homem desde os 9 anos.

    Conforme a delegada Joyce Coelho, o homem fazia ameaças para não ser descoberto. “A família toda ficou muito chocada. Foi visível que não tinham qualquer tipo de desconfiança. No depoimento, as vítimas demostram que eram coagidas, ameaçadas para que mantivessem o segredo”, explicou a autoridade.

    Ainda segundo Joyce, os abusadores utilizam diversas estratégias para continuar cometendo o crime.

    “O abusador, íntimo da família, nunca abusa apenas uma vez. A vítima sofre carregando a culpa, o medo, e é ameaçada sobre as consequências caso alguém saiba. Tudo isso é uma situação muito confusa para uma criança em desenvolvimento”, finalizou

    Indiciamentos

    O homem foi indiciado por estupro de vulnerável e, ao término dos procedimentos legais na DEPCA, ele será levado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch Reis, situado na Zona Sul.

    Comentários