Fonte: OpenWeather

    Estupro


    PC prende jovem por estupro de vulnerável, uma adolescente de 12 anos

    De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, o caso teve início depois que o infrator conheceu a vítima por meio das redes sociais e passou a manter contato com ela.

    Delegada da Depca, Joyce Coelho.
    Delegada da Depca, Joyce Coelho. | Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

    Manaus (AM) - Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), com o apoio da equipe de policiais do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), prenderam, em flagrante, na quinta-feira (5),  um jovem identificado como Mário Nersis de Castro Monteiro Filho, 20 anos, por estupro de vulnerável, uma adolescente de 12 anos.

    A prisão do indivíduo ocorreu durante diligências em torno do desaparecimento da adolescente. De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da especializada, o caso teve início depois que o infrator conheceu a vítima por meio das redes sociais e passou a manter contato com ela.

    Conforme informações, em dezembro de 2019, após ter tido uma discussão com familiares, o jovem passou a morar na casa dessa adolescente. Entretanto, no dia 28 de fevereiro deste ano, a mãe da vítima acabou expulsando o indivíduo da residência delas.

    “No dia em que a mãe da adolescente expulsou o infrator, a mesma percebeu que a filha também havia abandonado a casa. Após sermos comunicados do fato, iniciamos os procedimentos de investigação, afim de averiguar se a adolescente estaria morando na casa do infrator. Decidimos ir na casa dele ontem, na comunidade Nova Conquista, bairro Tancredo Neves, zona Leste, mas não encontramos a vítima. Questionado pela nossa equipe, o jovem negou que estivesse abrigando a adolescente”, explicou a titular da Depca.

    Ainda segundo a delegada Joyce Coelho, durante as investigações, Mário foi convidado a comparecer na unidade policial para prestar esclarecimentos em torno do desaparecimento da adolescente. Instantes depois a adolescente foi levada para o 9º DIP por duas mulheres que a encontraram descalça e desorientada. 

    Diante disso o delegado Pablo Geovanni, titular do 9º DIP, conduziu a adolescente para a especializada para os trâmites cabíveis. A titular da especializada destacou, em depoimento, que o indivíduo a escondia dos familiares dela embaixo da cama e ele a agredia diariamente, além disso, os dois teriam mantido relações sexuais.

    Procedimentos – O infrator foi autuado por estupro de vulnerável e após os trâmites na especializada, ele será encaminhado para a audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona Sul da capital.


    Com informações da assessoria

    Comentários