Fonte: OpenWeather

    Estupro de vulnerável


    Menino de 11 anos que vendia bala no sinal foi estuprado por motorista

    A criança foi abusada e obrigada a manter relações sexuais com uma menina que também estava no carro

    | Foto: Reprodução

    Manaus - Uma criança que vendia bala foi abusada sexualmente na segunda-feira (9) após ser convidada a entra em um carro. A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) já começou a investigar o caso e identificou o suspeito.

    A vítima, um menino de 11 anos, vendia balas em um semáforo quando foi abordada por um motorista de 53 anos de idade. Ele convidou o menor para entrar no veículo. Na ocasião, a criança foi abusada e obrigada a manter relações sexuais com uma menina que também estava no carro.

    Ao avistar um homem se aproximar do carro, o menino conseguiu fugir e anotar a placa do veículo. Ele correu e pediu ajuda em um restaurante próximo ao local do crime.

    A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) acompanha o caso. O suspeito já foi identificado e está sendo procurado. Entretanto, ainda não há informações sobre a identidade da outra criança, mas acreditam que ela seria da mesma família do suspeito.

    "Houve estupro de vulnerável. O menino foi alvo de um abuso sexual, cometido por quem viu ali a oportunidade de cometer o ato. Ainda há a situação de que havia outra criança, e isso deve ser investigado. Vamos trabalhar para localizar o suspeito. É importante também localizar a outra criança para resgatá-la. É possível que seja da família do suspeito", contou a titular da Depca, delegada Joyce Coelho.

    Após passar por exames que comprovaram o estupro e ser ouvido por psicólogos, a criança foi entregue à família. 

    Confira a reportagem da TV Em Tempo:

    | Autor: Vitor Masullo/ TV EM TEMPO
     

    Texto WEB: Marhia Edhuarda Bessa

    Comentários