Fonte: OpenWeather

    Revolta Popular


    Travesti suspeita de furto é agredida e tem cabelos cortados em Manaus

    Imobilizada, a travesti recebe pauladas nas costas, pernas e cabeça. A suspeita chega a pedir socorro de uma viatura policial que passa no local, mas ninguém para. Veja os vídeos

    Nos vídeos, é possível ainda observar que muitos moradores do bairro presenciam o "tribunal do crime"
    Nos vídeos, é possível ainda observar que muitos moradores do bairro presenciam o "tribunal do crime" | Foto: Divulgação

    Manaus - Suspeita de cometer roubos e furtos em residência no bairro Praça 14, na Zona Sul de Manaus, uma travesti, ainda não identificada, foi brutalmente espancada na madrugada desta terça-feira (24). Revoltada, uma "suposta vítima dos furtos" ainda cortou o cabelo da suspeita que foi amarrada em um poste. O ato dos agressores foi registrado em vídeos, que foram divulgados nas redes sociais. 

    Um vídeo de câmera de segurança mostra a travesti entrando em uma casa, portando uma bolsinha com dinheiro. Por meio dessa imagem é  os moradores disseram que "conseguiram identificar e localizar a pessoa que responsável pelo furto".

    Durante a agressão, os moradores gravaram vídeos. As pessoas que aparecem nas imagens jogam a travesti no chão e depois a agredem com vários chutes. Em outra gravação, a suspeita aparece amarrada em um poste de energia elétrica. Imobilizada, ela começa a receber pauladas nas costas, nas pernas e na cabeça e chega a desmaiar.

    Nos vídeos, é possível ainda observar que muitos moradores do bairro presenciam o "tribunal do crime". Um dos homens que faz a gravação se intitula como membro da facção criminosa Comando Vermelho (CV). Em meio aos xingamentos, o agressor questiona a suspeita sobre a existência de um comparsa e desfere golpes nela.

    "É para aprender. Ladrão se trata assim na 14. Ainda vai roubar?", fala o agressor.

    Em outro registro aparece uma mulher, que se diz vítima da travesti. Com uma tesoura, ela corta o cabelo da suspeita. A atitude seria uma forma de disciplina, segundo ela comenta: "Vou cortar teu cabelo porque você pegou meu dinheiro, que eu trabalhei suado para ganhar", diz a mulher, que aparenta ter 40 a 50 anos e não foi identificada. 

    Polícia passa e vai embora

    No mesmo vídeo, os agressores filmam uma viatura da Polícia Militar passando na via. O local exato do fato não foi informado à reportagem, mas um dos populares que aparece nas imagens, faz referência à Praça 14. Ainda amarrada no poste, a suspeita pede por socorro, mas a viatura não parou no local. 

    A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil e Militar para buscar informações se alguma equipe teria atendido ou registrado a ocorrência. Em resposta, a PC-AM informou que não foi registrado nenhum de Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso, conforme consulta feita no Sistema Integrado de Segurança Pública do Amazonas (Sisp-Am).

    Veja  os vídeos do furto e agressões: (AS IMAGENS SÃO FORTES)

    As agressões foram filmadas pelos próprios agressores | Autor: Divulgação
     



    Comentários