Fonte: OpenWeather

    Caso Miss


    Caso Kimberly: Advogados pedem prisão domiciliar de Rafael

    A defesa alegou que Rafael corre risco na prisão devido ao novo coronavírus

    Rafael está em isolamento social dentro do presídio
    Rafael está em isolamento social dentro do presídio | Foto: Aldenio Soares

    Manaus - Os advogados de Rafael Fernandez Rodrigues, de 31 anos, fizeram um pedido à Justiça para  que ele cumpra prisão domiciliar durante o processo em que é apontado como autor da morte da Miss Manicoré Kimberly Karen Mota, de 22 anos. Os advogados alegaram que se Rafael ficar preso em uma unidade prisional, ele pode ficar exposto ao risco por conta da pandemia do novo Coronavírus. Eles pedem para que Rafael seja monitorado por tornozeleira eletrônica. 

    O pedido será analisado pela Justiça. Atualmente, Rafael está na enfermaria de uma unidade prisional, em isolamento social pelo prazo de 15 dias. Ele não pode ter contato com outros presos. Ele será submetido ao exame do novo Coronavírus e o resultado será encaminhado para um juiz, que procederá com cautelas dispostas em protocolos de órgãos de saúde. 

    Rafael é réu confesso e disse que matou Kimberly após ter visto uma mensagem indesejada no celular da jovem. A vítima estava acordada quando recebeu três facadas, sendo duas no pescoço e uma na barriga.

    Aos advogados, Rafael disse estar arrependido pelo crime e que está disposto a pagar pelos atos cometidos. 

    Comentários