Fonte: OpenWeather

    Acusado


    Justiça decreta prisão preventiva de assassino da Miss Manicoré

    Rafael confessou que matou a facadas a Miss Kimberly Karen, com quem tinha um relacionamento

    | Foto: Divulgação

    Manaus - A justiça do Amazonas decretou a prisão preventiva de Rafael Rodrigues Fernandes, de 31 anos, acusado de matar a facadas a Miss Manicoré Kimberly Karen Mota, com quem tinha um relacionamento amoroso. Rafael foi preso no dia 15 deste mês, em Pacaraima (RR).

    O crime que chocou o Amazonas aconteceu na madrugada do último dia 11. A prisão temporária foi convertida em preventiva pela juíza de direito da Central de Inquéritos da Comarca de Manaus, Priscila Maia Barreto, na quinta-feira (21), após pedido da Polícia Civil.

    O caso

    Kimberly foi encontrada morta no apartamento do namorado Rafael, no Centro de Manaus, com perfurações de faca no pescoço e no abdômen. A partir de então, Rafael foi apontado como o principal suspeito do assassinato. 

    Imagens de câmeras de segurança mostram que Rafael deixou o apartamento por volta das 1h30 da madrugada do dia 11. Já por volta das 5h50, o carro do suspeito foi flagrado passando pelo posto de fiscalização de Jundiá, localizado na divisa entre os estados do Amazonas e Roraima.

    Logo depois, o carro de Rafael, um Audi branco, foi encontrado em trecho da BR-174 totalmente destruído após um acidente de trânsito. Rafael não foi encontrado. 

    A Polícia Civil do Amazonas uniu forças com a polícia de Roraima na caçada a Rafael.  Depois de cinco dias de buscas, ele foi finalmente preso em um casebre, em Pacaraima. Ele estava recebendo ajuda de venezuelanos e pretendia entrar no país vizinho por rotas alternativas. 

    Após entrar na Venezuela, segundo a polícia, Rafael tinha planos de chegar até a Espanha, onde provavelmente se esconderia na casa de parentes.

    Depoimento 

    Já em Manaus, durante depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Rafael confessou o assassinato e disse que matou Kimberly após ver uma mensagem no celular indesejada no celular dela. "Fui a cozinha e escolhi a faca maior", declarou ele. 

    Rafael está preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174.

    Comentários