Fonte: OpenWeather

    Violência sexual


    Preso homem que estuprou idosa cadeirante em Manaus

    O mandado de prisão em nome do criminoso foi expedido no dia 27 de maio deste ano, porém a prisão só foi efetivada em junho.

    o criminoso foi preso por estupro de vulnerável
    o criminoso foi preso por estupro de vulnerável | Foto: Reprodução

    Manaus-  O crime que chocou os manauaras em maio, foi encerrado com a prisão de um homem de 26 anos. Após forçar uma idosa de 62 anos e cadeirante a ter relações sexuais, o criminoso foi preso por estupro de vulnerável, na segunda-feira (1º). A equipe da Delegacia Especializada em Crimes contra o Idoso (Decci) estava à frente do caso, e conseguiu capturar o bandido. O crime ocorreu na madrugada do último dia 18 de maio, por volta das 3h, no bairro Novo Aleixo (Zona Norte de Manaus).

    A delegada Andrea Nascimento, titular da unidade policial, cumpriu mandado de prisão preventiva. O homem foi preso nas proximidades do local do crime, na travessa Corumbá, bairro Novo Aleixo. O mandado de prisão em nome do delinquente foi expedido no dia 27 de maio deste ano, pela juíza Margareth Rose Cruz Hoagen, da 4ª Vara Criminal.

    Relembre o crime 

    A idosa é cadeirante, tem a parte esquerda do corpo paralisada e possui dificuldade de falar por motivo de um derrame sofrido. A delegada Nascimento relatou que o infrator era companheiro da sobrinha da vítima. No dia do delito, a idosa estava dormindo e o criminoso, também estava no lugar. Ele aproveitou que todos estavam dormindo e consumou o ato sexual forçado.

    “A vítima ainda tentou gritar, porém não conseguiu. Já pela manhã, a filha da idosa foi trocar a fralda dela, quando percebeu que estava aberta e com secreção saindo da partes íntimas da idosa. A neta da idosa, menor de idade, informou à mãe que presenciou o ato, porém ficou amedrontada e sem reação para gritar e pedir ajuda”, disse Nascimento para a imprensa.

    Na madrugada do crime, uma equipe policial do 27º Distrito Integrado de Polícia (DIP) foi acionada para a ocorrência. No dia, foi instaurado Inquérito Policial (IP), e depois seguindo as normas de procedimento, foi encaminhado à Decci.

    “Após atendimento psicossocial da idosa, que confirmou o estupro, novas diligências investigativas foram realizadas em torno do caso, quando representei pela prisão preventiva em nome do indivíduo que estava foragido desde o dia do fato. Após vários dias de campana nas imediações do bairro Novo Aleixo, a equipe de investigação logrou êxito na prisão do infrator”, destacou a titular da Decci.

    Prisão

     O cidadão foi encaminhado ao prédio da Decci, onde foi indiciado por estupro de vulnerável e passou por procedimentos de rotina. Ele ficará à disposição da Justiça.

    Comentários