Fonte: OpenWeather

    Caso Heloísa


    'Estávamos bêbados', conta assassino de Heloísa Medeiros

    Michael Sabóia de Souza, de 19 anos, foi preso este mês e alegou que Heloísa estava drogada

    Michel é acusado de assassinar e torturar uma adolescente de 17 anos
    Michel é acusado de assassinar e torturar uma adolescente de 17 anos | Foto: Divulgação

    Manaus- O acusado de assassinar Heloisa Medeiros, de 17 anos, foi encaminhado pela viatura da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para a Delegacia Geral da Polícia Civil, onde irá responder por homicídio e ocultação de cadáver. 

    O homem, identificado como Michel Sabóia de Souza, de 19 anos, foi considerado foragido após assassinar a estudante, em dezembro de 2019. Ele diz estar arrependido. 

    “Eu quero pedir perdão, estou arrependido. Não tenho envolvimento com nenhuma facção, eu não matei ela porque quis. A gente estava alcoolizado e sua filha estava drogada”, disse Michael. 

    A prisão do Michel Sabóia ocorreu na última sexta-feira (5), no bairro Anjo da Guarda, em São Luís
    A prisão do Michel Sabóia ocorreu na última sexta-feira (5), no bairro Anjo da Guarda, em São Luís | Foto: Divulgação

    A mãe de Heloisa estava presente no momento em que o rapaz chegou à delegacia, e disse não acreditar no arrependimento do rapaz. “Ele nunca vai ter meu perdão, pode esquecer. Nunca vai ter, é difícil achar que pode estar arrependido, e nós estamos revoltados. Muitas perguntas agora serão respondidas “, disse a mãe em prantos. 

    O acusado está na Delegacia Geral da Polícia Civil para prestar depoimento e esclarecer à polícia sobre o trâmite desse assassino.

    Leia mais:

    Procurado por matar Heloísa, Michael Sabóia é preso no Maranhão

    Sociedade cobra e polícia diz que caso Heloísa não foi esquecido

    Mais de 4 meses após crime, suspeito de matar Heloísa continua solto

    Comentários