Fonte: OpenWeather

    Execução


    Após morte de cunhado, homem é executado durante apagão na Compensa

    O portal EM TEMPO recebeu informações de que Igor Coelho era cunhado de João Leno Cruz de Oliveira, de 32 anos, que foi assassinado no dia 19 de maio deste ano, na avenida Brasil

    Igor morreu na hora
    Igor morreu na hora | Foto: Divulgação

    Manaus -  Criminosos aproveitaram um apagão que ocorreu, na noite desta terça-feira (9), no bairro da Compensa, Zona Oeste, e executaram um homem, identificado como Igor Coelho Gomes, de 23 anos. O crime ocorreu por volta das 20h30, na rua São João.

    Conforme o capitão Thiago Dantas, coordenador de policiamento ostensivo da área oeste, a vítima foi morta com, pelo menos, oito tiros. Devido a falta de energia elétrica no local do crime, nenhuma testemunha viu quem são os assassinos. 

    "A região da Compensa registrou constantes quedas de energia hoje [terça] e, no momento do homicídio, o local estava às escuras. Até o momento, ninguém repassou detalhes de como o crime aconteceu ou sobre os suspeitos. Só recebemos o comunicado que uma vítima tinha dado entrada na unidade de saúde", explicou o capitão. 

    Veja também: Taxista é executado dentro de veículo no Centro de Manaus

    Igor foi socorrido por familiares, mas morreu no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias. A família ficou bastante comovida e não falou com a imprensa.  

    Ainda segundo a PM, a vítima não possuía nenhuma passagem pela polícia. O corpo do Igor deve ser removido para o Instituto Médico Legal (IML).  

    Ameaças

    O portal EM TEMPO recebeu informações de que Igor Coelho era cunhado de João Leno Cruz de Oliveira, de 32 anos, que foi assassinado no dia 19 de maio deste ano, na avenida Brasil, também localizada no bairro da Compensa.

    Conforme uma fonte, após a morte do cunhado, que tinha envolvimento com o tráfico de drogas, Igor estaria sendo ameaçado pelos mesmos criminosos - que seriam de uma facção criminosa. A motivação ainda é desconhecida. 

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o crime. 

    Leia mais

    Mulher é executada a tiros por criminosos em um carro preto, no Japiim

    Após negar dinheiro, mãe é assassinada pelo próprio filho em Manaus

    Comentários