Fonte: OpenWeather

    Execução


    Criminosos executam rival e deixam bilhete com o motivo em Manaus

    "Cachorrinho do Monte das Oliveiras", como era conhecido, foi morto a tiros na avenida das Flores

    Bilhete deixado ao lado do corpo
    Bilhete deixado ao lado do corpo | Foto: Divulgação

    Manaus - "Morri por tirar a vida de um irmão, vida se paga com vida, CV-AM", dizia um bilhete deixando ao lado do corpo de homem, conhecido apenas como “Cachorrinho”. Ele foi assassinado a tiros na madrugada desta quinta-feira (35), na avenida das Flores, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus. 

    Policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados por um motociclista, que passava pela avenida e presenciou o assassinato.

    Conforme informações do delegado Fábio Silva, da Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestros (DEHS), o homem tinha passagens pela polícia. 

    “Já o conhecíamos. Ele é conhecido como vulgo ‘Cachorrinho’ do Monte das Oliveiras', tinha envolvimento com tráfico de drogas e era investigado por alguns homicídios", disse o delegado.

    O homem estava trajando um short jeans e uma blusa verde. Ao lado do corpo, a polícia encontrou um bilhete escrito: "Morri por tirar a vida de um irmão, vida se paga com vida, CV-AM".

    Devido ao bilhete, conforme a polícia, a suspeita é que ele tenha sido morto por membros do Comando Vermelho, devido ter matado um integrante do corpo, em uma suposta traição.

    Entretanto, a polícia não descarta a possibilidade dele ter sido assassinado por membros da facção rival, Família do Norte (FDN), e o bilhete teria sido deixado para despistar as investigações.   

    Todas as hipóteses estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídios e Sequestros. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

    Leia mais:

    Procura-se 'Pepeu': homem que mandou matar 8 pessoas em Manaus

    10 mil munições vindas de países vizinhos são apreendidas em Manaus

    Polícia prende golpista que falsificava documentos e cometia furtos

    Comentários