Fonte: OpenWeather

    Apreensão


    PC apreende R$ 2 milhões em drogas guardadas por “Coronel” no Tarumã

    As drogas estavam escondidas em uma chácara na zona Oeste de Manaus

    As investigações em torno do caso duraram aproximadamente 15 dias | Foto: Rogério Barros/Em Tempo

    Manaus - Quase 70 quilos de drogas, dentre pasta base de cocaína e cocaína pura, avaliados em R$ 2 milhões foram apreendidos na tarde desta quarta-feira (1º), por volta das 16h, em uma chácara no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus, durante ação policial deflagrada pelas equipes do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc). “Coronel” - apontado como proprietário do material - conseguiu fugir por uma área de mata.

    Conforme o delegado Paulo Mavignier, diretor do Denarc, as investigações em torno do caso duraram aproximadamente 15 dias e começaram após denúncias anônimas. 

    “Quando entramos nesse sítio, o responsável por guardar essa droga, conhecido como ‘Coronel’, pulou o muro. Ele até se cortou nos cacos de vidro. Acreditamos que ele tenha se machucado bastante. Mesmo assim, ele conseguiu entrar na mata. As equipes fizeram buscas, mas não conseguiram localizá-lo”, explicou Mavignier. 

    O delegado informou ainda que a chácara era utilizada para guardar drogas e funcionava também como haras. As equipes monitoraram o lugar desde as primeiras horas da manhã e durante a tarde resolveram adentrar a propriedade. 

    As drogas pertencem a um homem conhecido como "Coronel"
    As drogas pertencem a um homem conhecido como "Coronel" | Foto: Rogério Barros/Em Tempo


    “Vamos apurar se há mais pessoas envolvidas nessa ação, mas temos a certeza que essas drogas vieram da tríplice fronteira e, possivelmente, chegou até a capital pelo Alto Solimões. Os entorpecentes estavam guardados em sacos na casa onde ‘Coronel’ dormia. Não houve dificuldade para as equipes encontrarem o material e acreditamos que essa droga seria distribuída na capital mesmo”, relatou Mavignier. 

    Moradores do bairro Tarumã que tiverem informações sobre o homem conhecido como “Coronel” podem entrar em contato com o Denarc por meio do número 181 da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). O material foi apresentado na base do Denarc e ficará à disposição da Justiça.

    Comentários