Fonte: OpenWeather

    Prisões


    Ferro desviado de escola era utilizado em invasão: dois são presos

    Os homens eram funcionários de uma construtora que fazia a reforma de uma escola. O material furtado era utilizado na construção de barracos na Zona Leste de Manaus

    O material foi recuperado e devolvido a empresa vítima
    O material foi recuperado e devolvido a empresa vítima | Foto: Divulgação

    Manaus - Jorge da Silva Guerreiro, de 39 anos, e Manoel Lopes Batista, de 32 anos, foram presos na tarde desta terça-feira (14), em cumprimento a mandados de prisão. Eles são suspeitos de desviar cerca de quatro toneladas de ferro do canteiro de obras de uma empresa de engenharia sediada em Manaus. Os dois homens eram funcionários da construtora.

    Os locais das prisões não foram divulgados pela polícia. De acordo com o delegado Aldeney Goes, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), os encarregados de uma empresa de engenharia realizavam a construção de uma escola pública no conjunto Águas Claras, no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus, quando perceberam o desaparecimento de insumos necessários na obra. Um Boletim de Ocorrência (BO) foi formalizado no dia 6 de julho deste ano.

    "Iniciamos as investigações e apreendemos quase todo o material furtado na última sexta-feira (10). Esse material desviado estava sendo utilizado em construções ilegais na invasão Coliseu, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus. No entanto, os receptadores fugiram, momento em que a equipe recuperou boa parte dos materiais e devolvemos para a empresa vítima", explicou Goes.

    Igor é considerado foragido da Justiça
    Igor é considerado foragido da Justiça | Foto: Divulgação

    Os policiais civis representaram pelas prisões dos envolvidos no ação, dentre eles, os  funcionários e um  comparsa deles identificado como Iago Lopes da Silva, que é considerado foragido da Justiça. 

    Informações sobre o paradeiro dele devem ser repassadas para os números 181 e 190 da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

    Jorge e Manoel foram apresentados na especializada e foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deve ficar à disposição da Justiça. 

    Leia Mais

    Homem é preso por furtar R$ 380 mil em TVs de empresa do Distrito

    Dupla é presa após tentar emprestar R$ 16 mil com documentos falsos

    Homem é preso após vender remédios proibidos no São Jorge

    Comentários