Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Ex-presidiário morto na Zona Norte costumava roubar carros, diz PM

    Apesar da má conduta, moradores da área divergem opiniões sobre o ex-presidiário

    | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus -  O ex-presidiário Rogério Lopes dos Santos, de 31 anos, executado com, pelo menos, quatro tiros no início da noite desta quinta-feira (16), na rua Mossoró, loteamento Rio Piorini, Zona Norte de Manaus, era bastante conhecido pela polícia, devido a participação no mundo do crime. 

    Conforme policiais da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o homem já respondeu por homicídio e tráfico de drogas. Rogério também havia sido preso por roubo no estado do Pará. 

    “Ele era morador do Terra Nova e conhecido por não ser ‘flor que se cheire’ e pelos seus antecedentes criminais”, explicou o sargento Torres, da 18ª Cicom. 

    Ainda conforme os policiais, Rogério era envolvido com roubos de carros naquela região da cidade. Apesar da má conduta, moradores da área divergem opiniões sobre o ex-presidiário.

    “Ele era uma pessoa extrovertida. Aqui na área, ele não mexia com ninguém”, disse uma moradora, que por medo não quis se identificar.

    O caso

    Antes de ser atacada, a vítima estava sentada na calçada de uma igreja. Conforme informações que testemunhas repassaram à polícia, pistoleiros que estavam em um carro, modelo Gol, de cor preta, e placa não identificada, se aproximaram de Rogério e atiraram. Ele ainda tentou correr, mas foi atingido com os disparos.

    O corpo dele foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o caso.

    Leia Mais

    Homem é executado a tiro pelo próprio irmão, na Compensa

    Mulher decapita filha de 9 meses e é presa

    Homem é morto a tiros e corpo é deixado na porta de SPA em Manaus

    Comentários