Fonte: OpenWeather

    Insegurança


    Após linchamento, moradores relatam insegurança no Lírio do Vale

    Um suspeito de assalto foi espancado até a morte na noite desta quarta-feira (22)

    Moradores da área temem sair de casa
    Moradores da área temem sair de casa | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus - Após o linchamento de um suspeito de assalto, na noite desta quarta-feira (22), no bairro Lírio do Vale, na Zona Oeste de Manaus, os moradores da localidade relataram ao Portal EM TEMPO o medo e traumas que sofrem devido a insegurança na região. 

    “A morte desse assaltante foi uma resposta da população que está cansada de sofrer na mão de bandidos”, desabafou a dona de casa Silvana Campos, de 41 anos. Ela contou, ainda, que há três dias o filho dela, um adolescente de 16 anos, e um amigo, de 13 anos, foram assaltados na porta de casa, localizada na rua 27. O crime foi em plena luz do dia.

    “Os dois estavam chegando em casa,  era por volta de uma hora da tarde, quando dois caras em uma moto os abordaram. O garupa desceu e pediu o celular do colega do meu filho. O assaltante ainda ameaçou o menino colocando a arma na cabeça dele. Isso gerou um trauma para os dois e até para a família”, disse a dona de casa. 

    A mulher ainda informou que entrou em contato com a 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), mas nenhuma viatura foi ao local no dia do fato. Ela mostrou a denúncia feita à equipe policial, que não teve resposta. 

    “Estamos à mercê dos criminosos. A polícia não aparece quando precisamos”, ressaltou. 

    Já a aposentada Audina Modesto, de 69 anos, relatou que, por medo, evitar sair de casa. “Aqui são sempre dois horários em que mais ocorrem roubos, uma da tarde e a partir das seis da noite. Já não saio mais de casa, ficamos presos no lugar da bandidagem”, disse a idosa. 

    O caso 

    Um suspeito de cometer assaltos, que até o momento não foi identificado, foi brutalmente agredido até a morte, na rua Vera Cruz, no bairro Lírio do Vale. Testemunhas relataram que o criminoso foi abandonado pelos comparsas que estavam em um carro, modelo HB20. 

    O alvo dos assaltantes era roubar uma residência, mas a ação não foi bem sucedida. O suspeito tentou roubar uma motocicleta, mas a população população reagiu. 

    Ainda conforme testemunhas, antes de ser agredido, o suspeito ainda efetuou dois disparos de arma de fogo, mas não atingiu ninguém. 

    O criminoso foi agredido com pedaços de perna-manca e tijolos. Ele morreu na calçada de um estabelecimento comercial. A arma que ele usava foi levada por uma pessoa desconhecida durante a confusão. 

    O corpo do suspeito foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde deve aguardar por identificação. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investigará o caso.

    Leia Mais

    Homem é encontrado morto dentro da própria casa no Lírio do Vale

    Mãe chora ao assistir prisão do filho agressor em reportagem

    'Casal do crime' é preso em Maués após denúncias 

    Comentários