Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Integrante de grupo que vendia mestrados falsos é preso pela PC

    Além dele, outras duas pessoas haviam sido presas. Alunos estudaram por quatro anos e no final descobriram que o curso não tinha valor nenhum

    O caso está sendo investigado pela Derfd
    O caso está sendo investigado pela Derfd | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - Mais um integrante do grupo criminoso que vendia falsos cursos de mestrado e doutorado foi preso pela equipe da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd). Nesta quarta-feira (12), Márcio Fabrício da Silva se apresentou na especializada e teve o mandado de prisão em nome dele cumprido pelo crime de estelionato. Várias pessoas foram enganadas após pagarem até R$ 24.450,00 por cursos de mestrados e doutorados que não eram reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). 

    De acordo com o delegado Aldeney Goes, titular da Derfd, Márcio atuava como representante no estado do Amazonas do Instituto Qualifique e Consultoria - ICQ e a Faculdade do Norte do Paraná - FACNORTE, favorecendo a comercialização a diversas pessoas.

    O suspeito era considerado foragido da Justiça e, ao receber voz de prisão, prestou esclarecimentos acompanhado de uma advogada. Além dele, os empresários Jacobe Almeida Barbosa e Katarina Souza Corrêa haviam sido presos na última quinta-feira (6), por liderarem o esquema. As prisões deles foram realizadas com o apoio das Polícias Civis dos Estados do Paraná e Maranhão.

    As investigações continuarão e Márcio será levado a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde irá ficar à disposição da Justiça. 

    Leia Mais

    Estelionatário é preso por praticar 'Golpe do Sofá'

    Suspeito oferecia falsas vagas de emprego, em troca de dinheiro no AM

    Homem é preso por dar 'golpe do auxílio emergencial' em Jutaí


    Comentários