Fonte: OpenWeather

    Engano


    Jovem é confundido com assassino de policial da Rocam em Manaus

    O jovem foi, junto com os advogados, até à DEHS esclarecer a situação. Ele foi filmado no local e acusado de ser um dos suspeitos

    Os verdadeiros assassinos ainda não foram presos
    Os verdadeiros assassinos ainda não foram presos | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus – Um jovem, identificado apenas como Ruan Júnior, foi até à sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), neste sábado (15), esclarecer que está sendo confundido com um dos suspeitos de matar o policial da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) Fábio Marcelo do Nascimento.  O crime ocorreu na avenida Leopoldo Peres, no bairro Educandos, na Zona Sul de Manaus, na noite de sexta-feira (14).

    O jovem foi confundido com um dos possíveis suspeitos do crime, chamado Ruan Alves, segundo informações dos advogados do rapaz. Ele foi até a DEHS relatar a situação, que acabou gerando uma confusão nas redes sociais. Tudo começou após Ruan Júnior ter uma foto divulgada na internet.

    "Ele mora no Educandos há 28 anos, tinha ido comprar comida próximo ao local e acabou saindo em um dos vídeos gravados pela impressa. A partir disso, um usuário o acusou na internet de ser um dos suspeitos. Acreditamos que seja pela semelhança entre o nome do nosso cliente com o de um dos suspeitos, que também é Ruan", explicou um dos advogados do caso.

    A polícia analisou a situação e comprovou que o acusado não teve relação com o crime, uma vez que os advogados conseguiram provar que ele somente estava no local, do outro lado da rua, observando a movimentação após o assassinato do policial.

    Sobre o crime

    Conforme testemunhas, tudo aconteceu quando Fábio estacionou no local e, ao sair de seu veículo, modelo Volkswagen Gol, foi surpreendido por criminosos em um carro modelo Fiat Siena.

    Os bandidos já chegaram atirando à queima-roupa. A vítima ainda teria tentado correr para escapar dos "pistoleiros", mas acabou caindo numa calçada e agonizou até a morte. Ele estava vestindo uma camisa na cor preta e calça jeans azul.

    A equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) continua investigando o crime para descobrir quem são os verdadeiros culpados.

    Leia mais:

    Soldado da Rocam é executado a tiros no Educandos

    Antes de ser morto em Manaus, soldado da Rocam teve arma roubada

    Rocam caça assassinos de soldado executado no Educandos

    Comentários