Fonte: OpenWeather

    Assassinato


    Jovem morto na Compensa foi usado como escudo por alvos, diz família

    A família afirma que Felipe não tinha envolvimento com o crime e que era querido pelos moradores do bairro

    Os criminosos atiraram em Felipe em frente a um bar
    Os criminosos atiraram em Felipe em frente a um bar | Foto: Yasmin Feitosa

    Manaus - O jovem Felipe Urbano da Silva, de 20 anos, foi morto com, pelo menos, três tiros na madrugada desta quinta-feira (27), em frente a um bar, localizado na rua do Comércio, bairro Compensa 2, Zona Oeste de Manaus. Outras duas pessoas ficaram feridas.

    A equipe do EM TEMPO foi ao local do crime, hoje pela manhã, e encontrou a família de Felipe muto abalada. Eles estavam reunidos em frente à casa da vítima.

    Segundo informações da irmã de Felipe, de 35 anos de Silva e que não quis ser identificada, o rapaz não tinha envolvimento com o crime. Ela conta que recentemente ele tinha tirado a carteira de motorista e estava bastante feliz.

    "Ele não tinha envolvimento com nada. Era muito jovem e todos o conheciam no bairro. Ele tinha acabado de tirar a carteira na categoria A e B, estava muito feliz e comemorando que ele finalmente ia pegar a carteira", disse a irmã da vítima.

    Segundo informações, o jovem foi atingido, por volta das 3h, quando estava sentado na calçada de um bar. Felipe  estava na companhia de outros dois rapazes, que também foram baleados. Um deles, segundo a polícia, seria o alvo dos criminosos. 

    "Ninguém sabe dizer quem foi. Alguns dizem que os atiradores estavam atrás de um tal de 'Gordinho', mas não sabemos quem é. A polícia nos informou que o Felipe foi usado de escudo por esses dois possíveis alvos", disse a irmã da vítima. 

    Ainda de acordo com a irmã de Felipe, o jovem era querido entre os moradores da região. "Todo mundo conhecia ele. Era um rapaz muito comunicativo e não tinha problema com ninguém no bairro", finalizou. 

    Segundo a família, as outras duas pessoas atingidas sobreviveram e foram levadas para uma unidade hospitalar da cidade. 

    As investigações do assassinato serão feitas pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Onda de violência

    A região da Compensa vive uma onda de violência. Nos últimos dias foram registrados assassinatos e tiroteios no bairro. O fato é devido a briga entre facções rivais que disputam o domínio da área.

    Leia mais:

    Em Manaus, maior incidência de estupros em crianças é de 0 a 11 anos

    Após discussão no trânsito, motorista atropela motociclista em Manaus

    Vídeo: Mulher é surpreendida por criminosos e tem pertences roubados

    Comentários