Fonte: OpenWeather

    Homicício


    'Ninguém tem amigos', diz mãe após reconhecer o corpo do filho no IML

    Família de Leonan Silva de 23 anos estava à sua procura desde sábado (29) quando o jovem saiu para beber com um amigo

    A mãe procurava por seu filho, o jovem Leonan da Silva Farias, de 23 anos | Foto: Arquivo Pessoal

    Manaus- “Encontrei meu filho morto, acabei de reconhecê-lo. Estou sem chão, ninguém tem amigo nesse vida”. Essas foram as palavras de uma mãe que acabou de encontrar seu filho sem vida, dentro de uma gaveta no frigorífico do Instituto Médico Legal (IML). 

    Maria Katia de 40 anos conversou esta tarde, com a equipe do EM TEMPO. A mãe procurava por seu filho, o jovem Leonan da Silva Farias, de 23 anos. O filho havia saído para beber com um amigo de infância na sexta-feira (28) e não havia retornado para casa. A última vez que o Leonan foi visto estava na casa de um amigo, a poucos metros da casa da família ambas localizadas na rua Flor de Maio, bairro da Paz, Zona Centro-Oeste de Manaus.

    Orientada pela polícia, a mãe começou a procurar em hospitais e foi esta noite decidiu ir ao IML. No local, Katia precisou identificar o filho. O corpo de Leonan estava no necrotério desde a madrugada deste sábado (29).

    De acordo com o relatório do instituto, o jovem foi assassinado por arma de fogo e morreu na hora. A execução ocorreu na rua 11, bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste da capital.

    Relembre o caso

    A mãe explicou que  o filho mais velho era envolvido com o mundo do crime desde os 15 anos, mas há algum tempo tentava sair do meio. Na tentativa de ajudar o jovem, a família resolveu mandar o filho para a cidade do guaraná.

    “Ele chegou em Manaus na quarta (26) e quando foi na sexta já aconteceu tudo isso. Ele estava trabalhando com meu pai como ajudante de pedreiro. Meu filho é um rapaz jovem e bonito, o único problema dele foram as drogas. Sempre disse para ele que essa vida não leva a lugar nenhum”, destacou a mãe. 

    Leonan saiu par beber na sexta-feira (28) na casa do amigo de infância identificado Carlos André, conhecido como “Juca”. Para os familiares o amigo relatou que por volta das 23 horas o amigo se despediu, dizendo que iria para casa, no entanto o jovem não voltou. 

    Leia Mais:

    Em Manaus, jovem saiu para beber com amigo e não retornou para casa

    Vídeo: suposto assaltante é espancado por grupo na Compensa

    Carreta perde o controle e quase tomba no bairro Dom Pedro

    Comentários