Fonte: OpenWeather

    Violência Doméstica


    Homem é preso suspeito de agredir a própria companheira na Zona Leste

    A vítima sofreu um AVC devido as agressões e precisou ser internada com urgência

    | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Manaus - Um homem de 36 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso na madrugada deste domingo (1), por volta das 4h30,  após agredir a própria companheira, uma mulher de 57 anos. Após o crime, a vítima precisou ser internada com urgência, a prisão ocorreu na rua Anúbis, na comunidade Santa Inês, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus. 

    De acordo com a equipe policial da 30° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o casal estava confraternizando com parentes e consumindo bebidas alcoólicas. Após os familiares se recolherem, a confraternização do casal acabou em desentendimento. Segundo a família, foi possível ouvir gritos da mulher que estava com o rosto machucado quando os familiares a encontraram. 

    Segundo o o tenente  R. de Araújo, da 30° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) devido as agressões. 

    "Após ser agredida, os familiares acionaram nossa equipe que atendeu a ocorrência. A vítima precisou ser encaminhada ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste, pois já havia sofrido um AVC e a agressão acabou afetando o estado de saúde dela", explicou

    Ainda de acordo com o tenente, o companheiro da vítima, principal suspeito das agressões, foi conduzido à Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), onde foram adotados os procedimentos cabíveis. Agora, o suspeito deverá ficar à disposição da Justiça, por ter sido autuado em flagrante pelo crime de violência doméstica.

    Violência contra mulher no AM

    Neste domingo, esse é o segundo caso de violência contra mulher noticiado pelo Portal Em Tempo. De acordo com informações da  Secretaria de Segurança Pública (SSP/AM), 12.984 mulheres foram vítimas de violência doméstica entre os meses de janeiro a julho deste ano.

    Já o número de casos de mulheres que sofreram lesão corporal no mesmo período, chegou a 1.697. Em relação a esse mesmo período de 2019, o número foi menor e apontou 1.258 vítimas. No ano passado, nesse mesmo período 2.492 mulheres foram agredidas fisicamente.

    Leia mais: 

    Comentários