Fonte: OpenWeather

    Apreensão


    PM apreende 2,7 toneladas de pescado e 115 metros cúbicos de madeira

    Os militares do policiamento ambiental apreenderam cerca de 2,7 toneladas de pescado da espécie pirarucu

     

    O responsável e toda a carga, avaliada em R$ 114 mil, foram encaminhados para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP)
    O responsável e toda a carga, avaliada em R$ 114 mil, foram encaminhados para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) | Foto: Divulgação

    Policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), vinculado ao Comando de Policiamento Ambiental (CPAMb), apreenderam, em diferentes ações fiscalizatórias, no início da noite de quinta-feira (03) e manhã de sábado (05), cerca de 2,7 toneladas de pescado ilegal e aproximadamente 115 metros cúbicos de madeira de origem ilegal, respectivamente, em Manaus e Manacapuru (a 68 quilômetros de distância da capital).

    Em desdobramento das ações permanentes da Operação Hórus, no início da noite de quinta-feira, os militares do policiamento ambiental apreenderam cerca de 2,7 toneladas de pescado da espécie pirarucu, que era comercializado ilegalmente em uma embarcação no porto do bairro Educandos, zona sul, em desacordo com a legislação.

      Em outra fiscalização, por volta das 11h do sábado, foram apreendidos aproximadamente 115 metros cúbicos de madeira serrada de diversos tipos, sem documentação legal expedida pelo órgão competente, em Manacapuru, na Região Metropolitana  

    O responsável e toda a carga, avaliada em R$ 114 mil, foram encaminhados para o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

    Em outra fiscalização, por volta das 11h do sábado, foram apreendidos aproximadamente 115 metros cúbicos de madeira serrada de diversos tipos, sem documentação legal expedida pelo órgão competente, em Manacapuru, na Região Metropolitana.

    Além disso, também foram identificadas duas serrarias que funcionavam clandestinamente e tiveram suas atividades encerradas e embargadas pelo órgão municipal ambiental.

    A fiscalização resultou na apreensão de diversos equipamentos utilizados na atividade madeireira ilegal como, uma bancada de serrar; um amolador; duas motosserras; oito lâminas de serra circular; dois motores de amolar esmeril; duas lixadeiras; e três bancadas de plaina e furadeira.


    O órgão municipal foi acionado para a adoção dos procedimentos administrativos cabíveis, e todo o material aprendido, avaliado em torno de R$ 300 mil, foi encaminhado à delegacia de Manacapuru. Cinco pessoas foram detidas.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Parlamentares do AM pedem providências contra o crime organizado

    Voto impresso gera controvérsias entre deputados do AM

    Presidente da CPI da Covid conversa com Lula e Dória na mesma semana

    Comentários