Fonte: OpenWeather

    Violência Sexual


    Após sofrer abuso sexual, menino de 12 anos tenta suicídio em Manaus

    Vítima está internada na UPA Campo Sales, sedada e possui hematomas no ânus

    O caso aconteceu nesta segunda-feira (29), no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus | Foto: Arthur Castro

    Manaus - Após ser abusado sexualmente, um menino de 12 anos tentou suicídio ingerindo comprimidos de medicação para pressão de uma tia dele. O caso aconteceu nesta segunda-feira (29), no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus. Segundo a Polícia Civil, um adolescente de 14 anos é suspeito de cometer o ato libidinoso com a criança.  

    A delegada Tatyanna Lobo, plantonista da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), explicou que o abuso, possivelmente, aconteceu na casa onde o pai da vítima mora com a mãe do suspeito, no bairro Tarumã, na Zona Oeste. 

    "A vítima e o irmão gêmeo foram passar o final de semana na casa do pai e, quando retornaram para a casa da tia, com quem moram, a vítima ingeriu os medicamentos e foi encontrada desacordada", informou a delegada.

    Leia também: 'Psicopata' estuprou criança e torturou mulher em Manaus, diz delegada

    Ainda de acordo com a delegada, a tia da vítima levou o menino até à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campo Sales, na Zona Oeste. Durante os exames médicos, foram constatados hematomas na região anal da vítima. "O laudo médico apontou o uso de medicamentos feito pela vítima e, posteriormente verificado, a suspeita de um abuso. A equipe médica acionou o conselho tutelar e a policia militar", informou a delegada. 

    O caso foi registrado na Deaai
    O caso foi registrado na Deaai | Foto: divulgação

    "Os familiares estavam na UPA e, após ser feito um breve histórico, levantaram a suspeita do adolescente ter sido o autor do abuso. O adolescente foi conduzido junto com a família até à Deaai", explicou o aspirante Mustafá, da 20ª Cicom. 

    Segundo a delegada, o suspeito prestou depoimento e foi liberado. "É um caso muito delicado. Já ouvimos o irmão da vítima, mas agora teremos que aguardar o menino receber alta médica, pois ele ainda está sedado. Só a vítima pode esclarecer todos os fatos. Notificamos todos os familiares e devem retornar à delegacia amanhã", concluiu  Tatyanna. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais

    Camelô é suspeito de estuprar ao menos quatro mulheres da família

    Homem pagou R$10 e fez sexo oral em criança na Zona Leste de Manaus

    Jovem de 15 anos conta detalhes de estupro e como escapou da morte

    Comentários