Fonte: OpenWeather

    ELEIÇÕES 2018


    Wilson Lima: "Vou continuar caminhando ao lado do povo"

    O jornalista contabilizou 33,89% dos votos válidos, totalizando 595.631 votos. Amazonino ficou em segundo lugar, com 32,59%, totalizando 572.917 votos

    Wilson Lima chega ao segundo turno, que disputará com o candidato à reeleição, Amazonino Mendes (PDT) | Foto: Márcio Melo/EM TEMPO

    Manaus - O fenômeno dos "outsiders", isto é, pessoas que não começaram a vida na política, mas que foram "azarões" quando entraram nela, parece ter chegado ao Amazonas. O jornalista Wilson Lima (PSC), de 42 anos, está, em definitivo, no segundo turno das Eleições Gerais de 2018, disputadas neste domingo (7). Agora, ele concorrerá diretamente com Amazonino Mendes (PDT), pela cadeira de governador do Amazonas.

    Ao lado da esposa, da filha e dos candidatos a vice-governador e senador, Carlos Alberto Almeida e Luiz Castro (Rede), respectivamente, Wilson Lima afirmou que a sua candidatura continuará sendo ao lado do povo, e agradeceu o apoio dos dois. "São sinais de que o povo e o cidadão de bem não aguentam mais a velha política e a corrupção, e quer o novo. A nossa campanha é o nosso passado, o que fomos e o que fizemos", afirmou.

    Wilson Lima disse que não teve tempo, ainda, para pensar nas estratégias que deve adotar para conquistar o apoio dos demais candidatos, como David Almeida (PSB), Omar Aziz (PSD), Lúcia Antony (PCdoB), Berg da UGT (PSOL) e Sidney Cabral (PSTU). "Nossa principal parceria é ao lado do cidadão, e eu reafirmo o compromisso de continuar ao lado do cidadão de bem", completou.

    Perguntado se teria um candidato definido à Presidência da República entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), o candidato do PSC afirmou que seu maior desafio, se eleito, seria manter uma interlocução com o novo inquilino do Palácio do Planalto. "Quero manter um canal direto de comunicação com o novo presidente, garantindo a manutenção da Zona Franca de Manaus e da BR-319", salientou.

    Luiz Castro (Rede) chegou a ficar em segundo lugar, mas acabou sendo ultrapassado por Eduardo Braga (MDB)
    Luiz Castro (Rede) chegou a ficar em segundo lugar, mas acabou sendo ultrapassado por Eduardo Braga (MDB) | Foto: Márcio Melo/EM TEMPO

    Senado

    O deputado estadual Luiz Castro (Rede), que disputava uma vaga ao Senado na mesma coligação de Lima, agradeceu o apoio do povo, mas criticou o que ele chamou de "velha política". Castro liderava a apuração junto a Plínio Valério (PSDB), mas foi ultrapassado por Eduardo Braga (MDB).

    "Infelizmente, ainda persiste a prática de vários prefeitos em rincões, com uma visão arcaica, que acabam forçando os cidadãos a votarem em um determinado candidato. Mas o povo mostrou que quer Luiz Castro, e eu vou continuar trabalhando em prol do povo, e ajudando a eleger o Wilson Lima, nosso governador", salientou.

    Resultados

    Com 99,14% das urnas apuradas, o jornalista, nascido em Santarém (PA), chegou ao primeiro lugar com 33,89% dos votos válidos, totalizando 595.631 votos. O segundo colocado, Amazonino Mendes, ficou com 32,59%, totalizando 572.917 votos.

    Já David Almeida, que disputou a eleição para governador do Estado pela primeira vez, totalizou 414.722 votos, ficando com 23,59%. Ao todo, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) contabilizou 1.757.687 votos. Nulos somaram 7,61%, e os brancos, 2,03%.

    Leia mais:

    Wilson Lima e Amazonino Mendes disputam 2º turno no Amazonas

    Com 68,27% de seções apuradas, Bolsonaro tem 48,42% e Haddad, 26,56%

    Em Londres, Bolsonaro ganharia eleição no 1º turno, com 51,29%

    Comentários