Fonte: OpenWeather

    Aleam


    Wilson Lima revela que rombo no orçamento ultrapassa R$ 1 bilhão

    Governador eleito anunciou novos nomes do secretariado e informou que há um déficit orçamentário no Governo do Estado superior a R$ 1 bilhão, diagnosticado pela equipe de transição, e que o gasto com pessoal já foi excedido

    Wilson Lima se reuniu com os deputados da Aleam
    Wilson Lima se reuniu com os deputados da Aleam | Foto: Marcelo Araújo/Divulgação

    O governador eleito Wilson Lima (PSC) anunciou, nesta terça-feira (4), durante visita à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), os nomes do Coronel Louismar Bonates para a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas  (SSP-AM) e de Alberto Bezerra para a Procuradoria Geral do Estado (PGE). Na ocasião, ele revelou, ainda, que há um déficit orçamentário no governo do Estado superior a R$ 1 bilhão, diagnosticado pela equipe de transição, e que o gasto com pessoal já foi excedido. 

    Wilson firmou que o relatório contendo esses dados deverá ser apresentado nesta quarta-feira (5). “A gente vai terminar o ano com um déficit muito grande, acima de R$ 1 bilhão. Os gastos com pagamento de pessoal, tecnicamente, já foram ultrapassado, sendo que o teto máximo é de 49%. Quando isso acontece, o governo do Estado se torna inviabilizado de celebrar alguns convênios e de receber alguns repasses. Isso acaba nos comprometendo. Vamos começar um governo de forma austera, enxugando a máquina, para que ela possa ser eficiente e para que as contas possam ficar equilibradas. Por enquanto, a situação está muito difícil”, alertou.

    Reunião com deputados

    Wilson Lima se reuniu com os deputados da Aleam, durante a manhã desta terça-feira (4), onde conversou com os parlamentares sobre a atual situação orçamentária do governo e disse que o Executivo e o Legislativo precisam andar de forma harmônica. 

    “Pedi a sensibilidade, que já foi demonstrada pelos parlamentares, no sentido de terem a devida atenção na votação de algumas matérias que, de alguma forma, podem engessar o futuro governo", informou. Ao descrever os assuntos abordados no encontro, o governador eleito disse que a Assembleia se colocou à disposição para que a Comissão de Transição, fizesse os ajustes necessários, para o ano de 2019. "O projeto que a gente está construindo é um projeto de diálogo, assim como a gente buscou construir na campanha”, completou.

    | Foto: Marcelo Araújo/Divulgação

    Emendas Impositivas

    Sobre as emendas impositivas, que compõem a Lei de Anual Orçamentária (Loa) –  e que apesar de aprovadas não foram executavas pelo atual governo – Wilson disse que irá contemplá-las a medida em que o orçamento permitir. 

    “A gente precisa entender algumas prioridades no governo. Saúde e Segurança Pública são necessárias e a gente tem que rever direito o que está sendo destinado para estas áreas. Tem que levar em consideração o reajuste que deve ser pago para as polícias Civil e Militar. Há, ainda, acréscimos, que devem ser pago para a área de Saúde, Educação, compromissos que já foram firmados para essas categorias e precisam ser respeitados. A gente precisa levar em consideração esses valores no orçamento. A medida em que o orçamento permitir, vamos contemplar essas emendas pelos deputados. A partir de 2019, a gente encontrará uma grande dificuldade”, disse.

    Sobre a eleição para a mesa diretora, Wilson se manteve neutro e disse que sua maior preocupação é manter um bom diálogo com o novo presidente da ALE-AM.

    Leia mais:

    Wilson Lima anuncia coronel Louismar Bonates para comandar SSP-AM

    Desafios do AM para um novo governo. Veja o que pensam especialistas

    Wilson Lima confirma Daniela Assayag e Fabiano Bó como secretários


    Comentários