Fonte: OpenWeather

    ENCONTRO


    Bolsonaro assegura a Wilson que vai tratar de interesses do Amazonas

    Governador esteve reunido com o presidente da República no Palácio do Planalto, na companhia do coronel Alfredo Menezes, superintendente da Suframa

    Presidente disse que o Governo Federal está à disposição para encontrar soluções para os problemas apresentados por Wilson Lima | Foto: Divulgação

    Manaus - Em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília (DF), no fim da tarde desta quinta-feira (11), no Palácio do Planalto, o governador Wilson Lima recebeu do presidente o compromisso de discutir temas de interesse da Zona Franca de Manaus (ZFM) e do Amazonas. Entre os assuntos discutidos estavam Processos Produtivos Básicos (PPBs), polo de concentrados, incentivos e tributos. Também participou da reunião o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes.

    O governador do Amazonas disse que saiu otimista da reunião porque o presidente se mostrou receptivo a encontrar soluções para a proteção da Zona Franca de Manaus. "Eu expliquei ao presidente que a Zona Franca de Manaus é intocável e que ela é um modelo econômico de desenvolvimento regional e que nós não temos nenhum outro modelo a curto ou a médio prazo que possa substituí-la. Por isso, é preciso que nós protejamos a Zona Franca de Manaus. Entendendo a contrapartida que as empresas do Polo de concentrados vão dar, de forma mais efetiva, para a contribuição do desenvolvimento regional, ficou acordado acordado que, nos próximos 30 ou 40 dias, um estudo deve ser apresentado para o polo de concentrados", disse Wilson Lima.

    O governador também obteve do presidente a promessa de que os técnicos do Governo do Amazonas e do Ministério da Economia irão se reunir para encontrar soluções para que o polo de informática do Amazonas não seja prejudicado.

    "Há duas leis de informática: uma para o Estado do Amazonas, levando em consideração a excepcionalidade que é a Zona Franca de Manaus, e outra para o restante do Brasil. Foi aberta uma consulta pública para os PPBs desses componentes de informática e se eles forem executados com as diretrizes e os parâmetros que foram apresentados isso atinge frontalmente o nosso polo de componentes e ameaça 4 mil empregos diretos. Expliquei isso ao presidente e o compromisso que ele assumiu é que os nossos técnicos vão sentar com os representantes do Ministério da Economia para encontrar um meio-termo e não prejudicar o Amazonas".

    O presidente Bolsonaro disse que o Governo Federal está à disposição para encontrar soluções para os problemas apresentados pelo governador Wilson Lima. "A Zona Franca de Manaus foi criada em 1967, pelo governo do presidente Castelo Branco e a intenção é realmente dizer que a Amazônia é nossa. E essa questão do atendimento, do cuidado e zelo com a Zona Franca de Manaus faz parte de toda a nossa equipe econômica. E está fechado o compromisso, por ocasião da discussão, disso e o que mais interessar da Amazônia".

    A questão da alíquota do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) também foi discutida durante a reunião entre o governador Wilson Lima e o presidente Bolsonaro. "Falei sobre a questão do IPI, que agora no dia 30 de junho cairá para 8% e até o final do ano cairá para 4%. O ideal é que a gente encontre o equilíbrio. E o que eu expliquei para o presidente: 'Vamos fazer com que os seus técnicos e os técnicos do Amazonas possam sentar para que eles encontrem um equilíbrio".

    Leia mais

    Wilson e Arthur falam da importância da ZFM em seminário em Brasília

    Sem resposta, bancada do Amazonas fará reunião com Bolsonaro na terça

    Bolsonaro diz que nova previdência garantirá proventos até fim da vida

    Comentários