Fonte: OpenWeather

    Política


    Wilson Lima debate parceria comercial e industrial com o Peru

    Comitiva do país vizinho também esteve reunida com técnicos da Suframa, do Governo do Amazonas e representantes da indústria, do comércio, do setor de serviços e órgãos como Dnit

    Durante a reunião Wilson Lima destacou o potencial do Amazonas para parcerias com o Peru
    Durante a reunião Wilson Lima destacou o potencial do Amazonas para parcerias com o Peru | Foto: Diego Peres/Secom

    Manaus - O governador Wilson Lima reuniu, na sexta-feira (19), com o ministro-chefe da Chancelaria da Embaixada do Peru no Brasil, Ricardo Silva-Santisteban Benza, para discutir a relação logística, industrial e comercial com o Peru. A reunião foi na sede do Governo do Estado, localizada na Compensa, zona Oeste da capital, e contou com a participação do secretário de Fazenda, Alex Del Giglio, e do secretário executivo da Seplancti, Renato Freitas.

    Durante a reunião Wilson Lima destacou o potencial do Amazonas para parcerias com o Peru e o os projetos existentes como, por exemplo, um fluxo de venda de motocicletas em Lima, capital peruana e a ideia de ampliar as exportações para o país vizinho, que possui acordos com países asiáticos. 

     “Nos últimos anos, o Brasil e o Amazonas começaram a discutir com o Peru essa relação, e, agora, nós queremos avançar, tornar algo mais efetivo. A logística fluvial, por meio do Peru, favorece o fluxo comercial e é essa rota que temos discutido em detalhes”, afirmou Wilson Lima.

    Além disso, o governador explicou o interesse do Amazonas na rota comercial por meio do país, que tem início no porto de Paita, no oceano Pacífico, seguindo por rodovia até o porto de Yurimaguas, que foi inaugurado em 2017. De lá, já por via fluvial, chega à cidade de Iquitos, em seguida entra no Rio Solimões já em Tabatinga e segue até Manaus. O percurso total de Paita e Manaus possui cerca de 941 quilômetros de rodovias e 2.780 quilômetros de hidrovias.

    “Essa rota pode ser percorrida em aproximadamente 12 dias. Atualmente, a rota logística do Pacífico até Manaus é realizada pelo Canal do Panamá e leva cerca de 24 dias e temos discutido essa alternativa”, explicou Wilson Lima.

    Suframa

    Durante a tarde, uma reunião foi realizada na Suframa, com a participação do superintendente, Alfredo Menezes, o deputado federal Alberto Neto, os representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da Marinha, e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

    Foram apresentados os projetos do que já está em andamento e do que já foi realizado na parceria entre os dois países. Um dos projetos apresentados diz respeito ao calcário, o Peru tem interesse em instalar uma indústria em Tabatinga.  

    Para o secretário da Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia, Ciência e Inovação, Jorio Veiga, a implementação fortalece o comércio entre os dois países. “Essa parceria vai trazer desenvolvimento para a região de fronteira, já que Tabatinga passa a ser uma cidade-chave na rota”, disse Jorio Veiga.

    *Com informações da Assessoria

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Wilson Lima libera R$ 18,3 milhões a fornecedores de medicamentos

    Além de prisões no AM, operação da PF bloqueia R$ 92 milhões em bens



     

     

    Comentários