Fonte: OpenWeather

    FTI


    Deputado pede rapidez em votação do repasse de R$ 100 milhões do FTI

    O deputado propôs ainda que a Aleam convoque uma reunião com os prefeitos dos municípios do interior do Amazonas para debater a proposta do Governo

     

    A proposta foi encaminhada à Casa Legislativa na terça-feira (26)
    A proposta foi encaminhada à Casa Legislativa na terça-feira (26) | Foto: Divulgação

    O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) pediu na quarta-feira (7) que a Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas) dê celeridade na tramitação e votação do projeto de lei do Governo do Amazonas que garante o repasse de R$ 100 milhões do FTI (Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado) para ações de enfrentamento à Covid-19 nos municípios do interior. 

    A proposta foi encaminhada à Casa Legislativa na terça-feira (26). "A bola está conosco e esse assunto está na pauta da Assembleia. Eu entendo que o interior tem uma situação muito pior que Manaus e esses recursos precisam chegar lá. É necessário que se dê celeridade a essa apreciação. Não estou aqui entrando no mérito, mas estou pedindo que nós possamos exaurir esse assunto de forma célere”, disse o deputado.

    O deputado propôs ainda que a Aleam convoque uma reunião com os prefeitos dos municípios do interior do Amazonas para debater a proposta do Governo do Estado. O parlamentar defende que a proposta seja votada e aprovada, no máximo, até a sexta-feira (29) devido à urgência do socorro financeiro ao interior do estado.

    “A minha sugestão é de que a Aleam adote todas as providências que entender cabíveis, como a convocação dos prefeitos para discutir o assunto, para que nós possamos dar celeridade nessa votação, se não conseguirmos esgotar o assunto hoje, que se esgote amanhã. Se não for possível se esgotar amanhã, que se convoque uma sessão extraordinária para votarmos na sexta-feira”, defendeu o deputado.

    Serafim lembra que o aumento no número de internações de pessoas infectadas pelo novo coronavírus levou à lotação dos hospitais e a uma crise no sistema de saúde do estado. E, nesse cenário, já há municípios do interior sofrendo com a falta de insumos, incluindo oxigênio, nos hospitais.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Pazuello afirma que crise em Manaus foi ‘situação desconhecida’

    Vereador Carpê Andrade vota a favor do 'Auxílio Manauara'

    Vereador Marcelo Serafim diz que vai trabalhar para unir parlamento

    Comentários