Fonte: OpenWeather

    Mudanças


    Comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica deixam cargos

    Comunicado não informa o motivo das saídas nem substitutos

     

    Segundo a pasta, a decisão foi tomada durante reunião realizada nesta terça (30)
    Segundo a pasta, a decisão foi tomada durante reunião realizada nesta terça (30) | Foto: Divulgação

    O Ministério da Defesa anunciou nesta terça-feira (30) a saída dos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. A mudança ocorre um dia após Fernando Azevedo e Silva ter deixado o cargo de ministro da Defesa, assumido então por Braga Netto, que chefiava a Casa Civil.

    A nota do ministério não informa o motivo das saídas nem os nomes de quem ocupará os comandos das três Forças Armadas. Segundo a pasta, a decisão foi tomada durante reunião realizada hoje (30), com a presença de Fernando Azevedo e Silva, Braga Netto e dos três comandantes substituídos – Edson Pujol (Exército), Ilques Barbosa (Marinha) e Antônio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica).

    Leia também: Jair Bolsonaro oficializa reforma ministerial com seis mudanças

    Na segunda (29), ao anunciar que deixaria o cargo de ministro da Defesa, Azevedo e Silva agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro a oportunidade de “servir ao país”, integrando o governo por mais de dois anos. “Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado”, afirmou, destacando que deixa o posto com a certeza de ter cumprido sua “missão”.

    Azevedo e Silva também disse ter dedicado total lealdade ao presidente, e agradeceu aos comandantes das Forças Armadas (Aeronáutica, Exército e Marinha), bem como às respectivas tropas, “que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira”.

    Leia mais 

    Ministro Fernando Azevedo anuncia saída do Ministério da Defesa

    Ernesto Araújo pede demissão do Ministério das Relações Exteriores

    Se for reinfectado pela Covid, Bolsonaro indica que tomará cloroquina


    Comentários