Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    Xote e toadas dominam jingles de campanha eleitoral no Amazonas

    Conforme especialista na produção destas composições, a escolha coincidente dos mesmos gêneros musicais, faz com que as músicas pareçam uma produção só

    Ritmos como xote e toadas dominam jingles de campanha eleitoral no Amazonas
    Ritmos como xote e toadas dominam jingles de campanha eleitoral no Amazonas | Foto: Lion

    Manaus - De hoje, até o primeiro turno da eleição deste pleito, ainda restam 28 dias, para que o eleitor amazonense se identificar com os ritmos de forró e toada, que predominam os jingles de campanha eleitoral, apresentados, principalmente, pelos candidatos a senador e governador do Estado. Conforme especialista na produção destas composições, a escolha coincidente dos mesmos gêneros musicais, faz com que as músicas pareçam uma produção só.  

     Sem opinar sobre quais músicas seguem uma receita certa, que casa conceito da campanha eleitoral com perfil do candidato, o músico, produtor de jingles eleitorais e publicitário, Renato Bagre, explica que para um jingle motivar o eleitor a votar em determinado candidato, é necessário que a mensagem seja curta e com maior precisão. “A música faz com que o eleitor decore melhor o número de campanha. Mas, o fato de repetir demais determinado trecho, não indica que a mensagem está sendo transmitida corretamente”, explicou Bagre. Sobre criações curtas e de sucesso, o publicitário relembra o jingle “Serafim, Serafim”, que consagrou o deputado estadual, Serafim Corrêa (PSB) a prefeito de Manaus, em 2005.

    Entre os jingles analisados dos candidatos a governador e senador, o que tem a menor mensagem é do atual governador Amazonino Mendes (PDT), música que se reveza na repetição do verbo “Amar”, conjugado no presente simples, que coincidentemente são as iniciais do candidato, “Ama”. Além de ser seguido pela oração “Eu voto no Amazonas”.  Neste caso, não fica identificado, o pedido de voto explícito para si, mas de modo simbólico, já que nem o número da urna é citado. Questionado sobre este assunto, Bagre informa que atualmente existe a necessidade de qualificar o voto. “Mas, quem faz campanha está pedindo voto”, acrescentou, admitindo que ainda é cedo, para avaliações mais consistentes.

    Quem também apresenta uma mensagem compacta, com a capacidade de fixação na mente, e com a apresentação do número é o candidato a governo Omar Aziz (PSD), que se apresenta candidato, no gênero de toada, que o descreve como o melhor nome para a segurança do Estado, além de se classificar como cumpridor de palavra. “Eu sou Omar. A segurança para inovar.”. Além disso, ele é o único estreitar o laço com os membros das igrejas evangélicas, ao citar “meu irmão e minha irmã”, em certo trecho da música. “Sou 55. Acredito e pode acreditar”, encerra o jingle.

    No jingle do presidente da Assembleia Legislativa do Estado Amazonas (Aleam), o deputado estadual David Almeida (PSB), relembra na música, a trajetória dele até chegar ao governo do Estado de forma interina, no dia 4 de maio. “Foi numa quinta que chegou a informação, David, na terça-feira, você assume sua missão”. Além disso, a letra informa que para mudar e resolver tem que ter renovação e experiência. E finaliza com as benfeitorias de David ao longos dos quatro meses de gestão.

    O publicitário Sabá Noronha, responsável pela campanha de David, adianta que além dessa composição, outras músicas já vem sendo trabalhadas, para os próximos dias de campanha.“O primeiro jingle foi composto por mim e pelo músico Thiego Paiva. “A ideia foi mostrar a renovação política que o David representa, ao mesmo tempo em que ressalta sua experiência e capacidade de realização, pelos quatro meses em que esteve como governador. E já outras músicas sendo trabalhadas, como o samba “Arrebenta 40” e músicas enviadas pelos próprios eleitores, como é o caso de um funk. “É pra votar no 40””, informou o publicitário.

     Senadores

    Os senadores Eduardo Braga (MDB) e Vanessa (PCdoB), candidatos escolheram o ritmo de forró para suas campanhas. A música do emedebista faz referência a vaga dele em Brasília, já o de Vanessa mescla as palavras coragem, compromisso e mulher guerreira, num jingle que convida o eleitor a votar “em uma mulher guerreira. Sempre na defesa de quem mais precisa”. 

    Limitação de som

    Conforme calendário eleitoral publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 6 de outubro (primeiro turno) será o último dia para a propaganda eleitoral mediante alto-falantes ou amplificadores de som, entre as 8h e 22h. Também será o último dia, até as 22h, para a distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos. Caso haja segundo turno, todas estas limitações serão para a véspera do segundo turno, dia 27 de outubro.


    Leia mais:

    Último debate da TV Em Tempo será na próxima terça-feira (11)

    Em reunião na Zona Leste, Omar e Bisneto abordam Segurança Pública

    Redes sociais apontam os candidatos favoritos ao Governo do AM




    Comentários