Fonte: OpenWeather

    Notas da Contexto


    'Sou do MDB e vou apoiar candidatos do MDB', diz Eduardo Braga

    O senador amazonense Eduardo Braga (MDB) está na lista de nomes que correm no senado como eleitores certos de Renan Calheiros. No entanto, a frase do senador deixou os candidatos com uma pulga atrás da orelha. veja o porquê:

    O senador amazonense Eduardo Braga (MDB) está na lista de nomes que correm no senado como eleitores certos de Renan Calheiros. No entanto, uma frase do senador deixou os candidatos com uma pulga atrás da orelha:

    —Eu sou eleitor do candidato do MDB. Vou apoiar o candidato ou a candidata do MDB.

    Braga disse isso porque, até está quinta-feira à tarde, o partido estava dividido. Não tinha definido qual dos nomes disputará a presidência da Casa: Renan ou Simone Tebet.

    Deu Renan na cabeça

    No entanto, à noitinha a bancada do MDB escolheu Renan Calheiros (AL) como candidato à presidência do Senado.

    Ele derrotou Simone Tebet (MS) por sete votos a cinco.

    Braga novo líder

    O partido tem 13 senadores, mas Jarbas Vasconcelos (PE) não compareceu. O voto foi secreto. Na mesma reunião, Eduardo Braga (AM) foi escolhido como novo líder.

    Unidade

    Uma coisa é certa: desde o início, Eduardo Braga tinha certeza de que o MDB chegaria a um entendimento.

    Durante todo o processo, ele sustentou o discurso de unidade, mesmo se a decisão do candidato tivesse de ser tomada por meio de eleição na bancada.

    Sem racha

    Na verdade, o senador pelo Amazonas apostou todas as suas fichas em que o MDB sairá unido do processo.

    — Não há hipótese de o partido não sair unido. Todos nós somos amigos, companheiros. Há duas opções, mas isso não significa racha –, disse, otimista, o senador.

    Omar quer transparência

    Já bancada do PSD, do senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu por apoiar o voto aberto na eleição para a presidência do Senado desta sexta-feira.

    — Nosso desejo é de que a população tenha acesso às decisões de cada um dos nossos filiados, garantindo a transparência exigida pelos brasileiros —, defendeu o líder do partido, Omar Aziz.

    Livres para votar

    No entanto, o presidente do PSD, Gilberto Kassab, negou veementemente, na quarta-feira (30), que tenha oferecido votos da bancada de seu partido no Senado para a candidatura de Renan Calheiros.

    Kassab disse que os senadores da legenda “estão livres” para votar nos candidatos que desejarem .

    Como argumento, ele disse que os senadores do partido decidiram apoiar o voto aberto e, além disso, declarar seus votos.

    Toma lá, dá cá

    Kassab nega, mas corre solto nos bastidores de Brasília que o cacique do PSD já teria prometido ao senador Renan Calheiros oito votos da bancada do PSD no Senado, em troca de cargos para seu partido, conforme apurou a reportagem.

    Saúde na UTI

    Os deputados Serafim Corrêa (PSB), Ricardo Nicolau e Dermilson Chagas (PP) participaram de uma reunião, ontem (31), com representantes das cooperativas médicas, que prometem paralisar, caso os salários atrasados não sejam pagos.

    A Casa é sua

    Serafim disse que o papel da Assembleia é fazer a interlocução com a sociedade.

    — O que se espera dessa reunião é que mais uma vez a Assembleia Legislativa funcione como interlocutora da sociedade e que possa abrir caminhos para o entendimento.

    Isso me interessa

    Mayara Pinheiro (PP) ainda nem assumiu como deputada estadual e já está dizendo a que veio.

    Participou da reunião com os médicos, até porque se trata de sua categoria.

    Olho gordo

    A filha de Adail Pinheiro já renunciou à vice-presidência da prefeitura de Coari e tem vaga garantida na Mesa Diretora.

    Mas está querendo mesmo é a vice-presidência da Assembleia.

    Mamãe eu quero!

    Outra deputada que tem assento garantido na Mesa da Assembleia é a deputada estadual Alessandra Campêllo (MDB).

    A bem da verdade, La Campêllo esteve com Josué Neto (PSD) desde o início.

    Usina de polêmica

    Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, é mesmo uma usina de polêmica.

    Em um mês de governo, já viu Jesus na goiabeira e mandou menina vestir rosa e menino azul.

    Agora, está sendo acusada de sequestrar a indiazinha Lulu Kamayurá, a quem “adotou” de forma ilegal.

    Mestra de Araque

    Em discurso que correu ,as redes sociais, gravado em 2013, durante palestra em uma igreja do Mato Grosso do Sul, a ministra se apresentou como pastora, advogada e mestre em educação e direito penal.

    Ficou comprovado, no entanto, que a ministra mentiu, pois não possui diploma de mestrado.

    Então, tá!

    Indagada sobre o fato pela Folha de S. Paulo, Damares explicou:

    — Diferentemente do mestre secular, que precisa ir a uma universidade para fazer mestrado, nas igrejas cristãs é chamado de mestre todo aquele que é dedicado ao ensino bíblico.

    Então, tá 2

    Damares também usa em sua defesa a passagem bíblica Efésios 4:11, segundo a qual, “Ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres”.

    Você gosta das Notas da Contexto? Então leia mais:

    Deixando para trás velhas “raposas”, Josué Neto se consolida na Aleam

    Reformas na Aleam têm custo de R$4,1 milhões

    Programa de privatização será apresentado ainda neste semestre

    Comentários