Fonte: OpenWeather

    Deputado Roberto Cidade


    Roberto Cidade quer frente para fiscalizar transporte em Manaus

    Documento da SMTU aponta que houve 436 panes mecânicas e 32 infrações nos veículos que operam transporte público em Manaus. Açaí, com 123 casos, seguida pela Global, com 66, e Integração, com 62 ocorrências.

    ônibus pegando fogo no terminal da Constantino Nery em Manaus no dia 18 de abril
    ônibus pegando fogo no terminal da Constantino Nery em Manaus no dia 18 de abril | Foto: Izaias Godinho

    Manaus - Em discurso realizado no Plenário Ruy Araújo, na manhã desta quarta-feira (24), o deputado estadual Roberto Cidade (PV) destacou sua insatisfação com o transporte coletivo de Manaus, diante do relatório apresentado pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), com os dados referentes ao número de casos de panes nos ônibus durante o mês de março na capital. O documento relata 436 panes mecânicas e 32 infrações de trânsito nos veículos.

    "Isso mostra o quanto a frota da capital é defasada e enfrenta sérios problemas oriundos da falta de manutenção. Como se já não bastasse, ainda falta muita fiscalização por parte dos órgãos competentes, uma vez que a lei municipal que determina a vida útil de cinco anos para os veículos está sendo descumprida, chegando a haver ônibus com mais de dez anos circulando livremente pela cidade", disse o deputado.

    Por ser presidente da Comissão de Transporte, Trânsito e Mobilidade, Roberto Cidade garantiu que irá criar uma Frente Parlamentar para que, junto ao Sinetram e SMTU, possa encontrar soluções para que tais episódios não aconteçam. 

    "Vamos realizar uma audiência pública aqui na Assembleia e convocar todos os responsáveis das empresas e dos órgãos de fiscalização para tratarmos dos problemas existentes nesse sistema que piora a cada dia", concluiu Roberto. 

    De acordo com o relatório apresentado pela SMTU, as empresas líderes no número de panes mecânicas foram a Açaí, com 123 casos, seguida pela Global, com 66, e Integração, com 62 ocorrências.

    De acordo com o art. 31 e inciso XXI da Lei n.1779/13, a empresa que deixar veículos em via pública está sujeita a multa e apreensão do ônibus.






    Comentários