Fonte: OpenWeather

    Notas de Contexto


    Josué Neto será candidato à Prefeitura de Manaus?

    O deputado Josué Neto tem demonstrado a pessoas mais próximas o desejo de disputar a eleição de 2020. Veja esta e outras notícias políticas em Notas da Contexto

    Josué Neto é um dos nomes com maior aceitação ante o eleitorado | Foto: Malika

    Olho gordo na cadeira de Arthur

    Com os números da última pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de Manaus, onde aparece com uma baixíssima rejeição (1,89%), o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (PSD), tem demonstrado a pessoas mais próximas o desejo de disputar a eleição de 2020.

    A avaliação do parlamentar é de que, com pouca rejeição e apoio político maciço, sobretudo dos colegas deputados, é possível chegar no ano que vem com chances reais de disputar o pleito de igual para igual com David Almeida (PSB) e José Ricardo (PT), atualmente os nomes com maior aceitação ante o eleitorado.

    Josué tem chances

    Além da baixa rejeição, o que desperta os olhos de Josué são os 6,12 % de intenções de votos que teve na pesquisa da Projeta, mesmo sem nunca ter demonstrado interesse em participar do pleito.

    É com esse que eu vou

    Nos corredores da Aleam, o comentário é que Josué é hoje quase uma unanimidade entre os colegas parlamentares, que estão dispostos cair em campo em apoio à sua candidatura.

    Nasce uma estrela

    O estrelato ao qual foi lançado meteoricamente o deputado federal Marcelo Ramos (PR), ao ser escolhido para presidir a Comissão Especial da Reforma da Previdência, pode ser medido pela forma como vem sendo tratado por parlamentares do Amazonas.

    Paparico

    Mesmo sendo declaradamente contra o governo de Jair Bolsonaro (PSL), Ramos está com tanta moral que até o correligionário do presidente, o deputado estadual Delegado Péricles, rasgou seda a ele, ao afirmar que o republicano tem comandado com maestria os trabalhos do colegiado.

    Carona no Ibope

    Quem também fez questão de abarcar a popularidade de Marcelo Ramos foi o deputado estadual Dermilson Chagas (PP).

    Na última sexta-feira (10), sua assessoria disparou matéria informando de uma audiência pública de sua autoria para debater os impactos que a Reforma da Previdência poderá trazer para o estado do Amazonas, anunciando que o presidente da Comissão Especial estará presente.

    Quando?

    O evento será realizado nessa segunda-feira (13), às 9h, no auditório Belarmino Lins, na sede da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

    Missa nas ruínas

    A fé e o desejo de se aproximar de Deus ultrapassam qualquer barreira.

    Exemplo disso é que fiéis têm se reunido aos domingos na Capela da Santa Casa de Misericórdia, prédio abandonado desde 2004, no Centro de Manaus.

    Chance ao usuário

    Projeto de lei apresentado pelo senador Plínio Valério (PSDB-AM) altera a Lei do Saneamento Básico, para determinar que o corte do fornecimento de água só poderá ocorrer após 90 dias de inadimplência por parte do usuário.

    — Não pretendemos, de forma alguma, estimular ou mesmo admitir a inadimplência. Buscamos cuidar para que usuários de má-fé não façam mau uso da norma —, explica Valério.

    Capacitação

    O governador Wilson Lima (PSC) lançou, na sexta-feira (10), o Catálogo de Cursos da Escola Governar, que traz o calendário programático de todas as atividades de capacitação e aperfeiçoamento dos servidores públicos até o fim desse ano.

    Melhore-se

    Coordenada pela Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead), a Escola Governar tem a meta de triplicar a quantia de capacitações oferecidas, chegando a mais de 10 mil servidores públicos beneficiados.

    Patrão é o povo

    O governador considera importante que o servidor público tenha a oportunidade de se qualificar, para que possa cada vez mais prestar um serviço de excelência à população, que é o nosso patrão.

    — São para essas pessoas que nós trabalhamos –, disse Wilson.

    Profissão perigo

    No Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, celebrado em 3 de maio, alguns países do continente americano têm pouco a comemorar.

    Censura no Brasil

    Na mesma semana em que o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a retirada do ar de reportagens sobre o presidente da corte, Dias Toffoli, a ONG Repórteres Sem Fronteiras divulgou o ranking de liberdade de imprensa de 2019.

    Na edição deste ano, o Brasil perdeu três posições e agora ocupa a 105ª posição entre as 180 nações que compõem a lista.

    Ednelza no palco

    O espetáculo musical “Uma saudade, uma rosa...um beijo!” teve a primeira exibição na última quinta-feira (9).

    A produção é inspirada nas memórias de sua própria idealizadora, a atriz e diretora Ednelza Sahdo.

    Lembrando Limongi

    A peça foi bem recebida pelo público.

    E o título é uma citação ao jornalista Flaviano Limongi, que encerrava sua coluna “Bazar” com a frase.

    Só tem um senão quanto ao título.

    A despedida do Patriarca era assim: “Uma abraço, uma saudade e uma rosa. Bom dia!” E não “Uma saudade, uma rosa...um beijo!”, como Sahdo intitulou.

    Tortura nunca mais

    Manaus vai sediar o 1º Seminário de Prevenção e Combate à Tortura no Amazonas, promovido pelo Governo do Amazonas e organizado pelo Comitê Estadual de Prevenção e combate à Tortura no Amazonas (CEPCT).

    Tortura nunca mais 2

    O evento acontecerá no dia 26 de junho, na sede da OAB/AM.

    Durante o evento, serão realizadas palestras sobre modalidades de tortura e técnicas de investigação.

    Dia do tributarista

    Foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) o Projeto de Lei Ordinária n° 153/2019, que institui o Dia Estadual do (a) Advogado (a) Tributarista, a ser comemorado anualmente no dia 25 de maio.

    Respeito ao contribuinte

    A proposta, de autoria do deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), está apta para ir a votação em plenário.

    A data visa promover a conscientização da população sobre a importância do respeito ao contribuinte.

    Lei da bala

    A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber deu um prazo de cinco dias para que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) dê explicações sobre o decreto que flexibilizou as regras para a compra e porte de armas no país.

    Lei da bala 2

    O pedido de informações feito por Rosa Weber é uma resposta a uma ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Constitucional) movida pelo partido Rede Sustentabilidade.

    Leia mais:

    Deputado estadual faz trágico balanço do trânsito de Manaus

    Festa do arromba com cara de palanque no Clube Municipal

    Deputado Ricardo Nicolau não poupa críticas ao secretário de Educação

    Comentários