Fonte: OpenWeather

    INOCENTADO


    Henrique Oliveira é inocentado pelo TRE-AM

    O político disse com exclusividade ao Portal Em Tempo que na vitória do pleito que elegeu José Melo em 2014, houve uma movimentação dos adversários políticos que moveram cerca de 32 processos contra a chapa do então vice-governador

    O ex-vice-governador Henrique Oliveira
    O ex-vice-governador Henrique Oliveira | Foto: Divulgação

    O ex-vice-governador Henrique Oliveira (PROS) foi inocentado do processo que julgou a denúncia de uso da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) em benefício ao então governador José Melo (PROS), nas eleições de 2014. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (6), no Diário Oficial do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). 

    O político disse ao Portal Em Tempo que na vitória do pleito que elegeu José Melo em 2014, houve uma movimentação dos adversários políticos que moveram cerca de 32 processos contra a chapa do então vice-governador. De acordo com Henrique Oliveira, o primeiro processo julgado em instância federal, culminou na cassação do ex-governador, o que acarretou também na cassação do vice. “Após a condenação do Melo, eu recorri ao Supremo Tribunal Federal. Nesse primeiro processo, eu consegui a minha elegibilidade”, afirmou o político que concorreu às eleições em 2018, como deputado federal. 

    Outro processo

    Outro processo, porém, foi julgado pelo TRE-AM. A denúncia do uso da Polícia Militar, para fins políticos, que envolvia também o ex-deputado Platiny Soares, e o coronel da PM Eliézio Almeida da Silva.

    A condenação no processo, retirou os direitos políticos dos acusados, determinando inelegibilidade por 8 anos. “Eu não podia ser culpado por uma atitude na qual não tinha nenhum envolvimento. Na época, eu era deputado federal. Não tinha comando sobre a Polícia Militar. E hoje, o TRE-AM me tornou elegível novamente”, afirmou o ex-vice governador.

    Decisão

    "Em conhecer e dar provimento aos embargos declaratórios opostos por JOSÉ HENRIQUE OLIVEIRA, atribuindo efeito modificativo ao recursos para afastar a pena de inelegibilidade em relação ao Embargante, nos termos da decisão pelo STF", descreve trecho da decisão do TRE.

    A decisão do TRE-AM mantém a inelegibilidade de José Melo e Platiny Soares. “Eu tenho condições plenas de continuar concorrendo na política. Quero fazer parte desse novo momento”, afirmou Henrique Oliveira, ao ser questionado acerca dos planos, após a decisão do Tribunal. 

    Veja reportagem da TV Em Tempo:

    Veja reportagem | Autor: Mariana Rocha/TV Em Tempo
     

    Leia Mais:

    Texto: Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Ministro Sérgio Moro estará em Manaus na próxima segunda-feira (10)

    'Projeto que altera Código de Trânsito é maluquice', avalia Serafim

    Comentários