Fonte: OpenWeather

    Desconhecidos do povo


    Vereadores de Manaus ‘custam’ R$ 46 milhões ao ano

    Enquete feita pelo Portal EM TEMPO, onde mais de mil pessoas, mostra que 87% dos manauaras não conhecem mais do que 10 parlamentares. Muitos dos entrevistados destacaram não conhecer nenhum

    Prefeitura Municipal de Manaus
    Prefeitura Municipal de Manaus | Foto: Aguilar Abecassis

    Manaus - Escolhidos pelo voto popular a cada quatro anos, os vereadores têm como função legislar e fiscalizar o Poder Executivo Municipal. No entanto, poucas pessoas conhecem os 41 nomes que compõem a atual legislatura, bem como sua atuação dentro e fora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), e que custam ao bolso do contribuinte manauara pelo menos R$46 milhões por ano.

    De acordo com uma pesquisa realizada pelo Portal EM TEMPO, 87% disse saber o nome de, no mínimo, 10 parlamentares. Outros 13% afirmaram ter conhecimento de mais de dez nomes. Pelo menos mil pessoas participaram da pesquisa realizada entre os dias 11 e 12 de junho deste ano.

    Parte desse desconhecimento pode ser justificado pela mudança de perfil sofrido pela casa legislativa nos últimos anos, como afirma o cientista político Carlos Santiago. Para ele, o eleitor não esquece em quem votou, mas houve uma segmentação dentro do parlamento que contribuiu para que esses nomes passem despercebido para eles.

    Prefeitura Municipal de Manaus
    Prefeitura Municipal de Manaus | Foto: Aguilar Abecassis
    "

    Nos últimos 20 anos, o número de vereadores na CMM aumentou. Hoje, são 41 parlamentares. Há 20 anos, o perfil desses parlamentares era diferente dos parlamentares de hoje. Maioria estava ligada à discussão de temas que pensavam a cidade. Hoje, o perfil é do bairro, de uma instituição ou categoria. Houve uma segmentação dessa representação e os parlamentares estão interessados em discutir temas localizados. Isso dificulta o conhecimento geral de quem são os vereadores, apesar da importância que possuem. "

    ,

    O cientista também afirma que uma das formas de mudar esses números é promover o voto consciente, onde o eleitor tem clareza sobre as atribuições de um governante, além de conhecer o grupo político do qual faz parte.

    “É importante conhecer o candidato, votar pensando no coletivo, sabendo que a função de um vereador não é tapar buracos ou promover mutirões. Um legislador que promete limpeza, por exemplo, está enganando. Antes tínhamos uma Câmara com debates e visões amplas, perfis que hoje são pouco vistos”, diz.

    Com salários mensais de R$15 mil, um dos principais comentários na pesquisa dizia que os parlamentares exercem seus mandatos com dinheiro público, mas poucos são vistos nas ruas prestando contas ou conversando com a população, especialmente após o período eleitoral, quando já foram eleitos.

    Cota

    Além do salário, cada um dos 41 vereadores recebe, mensalmente, a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) no valor de R$18 mil. O recurso custeia os gastos exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar e é cumulativo, ou seja, o valor restante do mês anterior é somado ao valor do próximo mês. Os vereadores têm à disposição, ainda, R$60 mil de verba de gabinete, além de poderem empregar de 20 a 40 assessores.

    Acompanhamento de propostas

    Para o empresário Raimundo Ferreira, saber que parte do dinheiro pago em impostos pelos cidadãos é usado para manter esses mandatos deveria ser o suficiente para que todos conhecessem pelo menos metade do parlamento e acompanhasse de perto o que acontece na Câmara.

    Aos 71 anos, ele acompanha as propostas da casa legislativa pelas redes sociais e apesar de não conhecer todos os parlamentares, admite que sente falta do “corpo a corpo” de antigamente. “Vejo pessoas reclamando do dinheiro que os vereadores ganham, mas muitas não sabem qual é o trabalho deles. Até alguns anos atrás, era comum existir contato entre político e população e hoje vejo como isso diminuiu. Acredito que deve haver interesse da nossa parte, enquanto contribuintes e eleitores, em buscar informações e entender como tudo funciona para, assim, sabermos o que estamos cobrando e como podemos cobrar deles”, afirma.

    Sassá da construção

    Um dos nomes mais citados na pesquisa foi o do vereador Sassá da Construção Civil (PT). De origem sindicalista, ele foi considerado um dos mais atuantes por quem conhece os parlamentares da atual legislatura. Semanalmente, de segunda à sexta-feira, ele realiza visitas e reuniões com trabalhadores da construção civil e comunidades, onde recebe demandas e faz a prestação de contas do mandato.

    “É importante mostrar nosso trabalho à sociedade de forma clara e transparente, se está errado é nosso dever cobrar e se está certo vou elogiar. Afinal, minha bandeira é o povo. Eu quero que a população cobre mais empenho do candidatado em quem votou e que cobre trabalho de quem não está trabalhando. A população merece ser respeitada e tem a obrigação de acompanhar nossa atuação”, destaca.

    Para o vereador, não basta apenas utilizar a infraestrutura da CMM; é preciso que os parlamentares estejam nas ruas conversando e ouvindo a população, além de incentivar a sociedade a participar das audiências públicas da Casa.

    Chico Preto

    Conhecido por seu posicionamento crítico em relação à prefeitura de Manaus, o vereador Chico Preto também foi citado na enquete como um dos nomes mais conhecidos e atuantes da CMM. Combinando visitas in loco e uso das redes sociais para prestação de contas semanalmente, ele acredita que ter contato com a população é essencial para a transparência do mandato.

    “O contato pessoal é fundamental porque é nesse momento que se percebe detalhes importantes do caráter do político. É importante que a CMM mantenha essa proximidade com transparência e independência de suas ações, que vá ao encontro das pessoas, dialogando e explicando o verdadeiro papel do vereador”, afirma. 

    Leia mais:

    Receba notícias do Portal EM TEMPO pelo whatsApp. Clique aqui

    Vereadores de Coari denunciam mensalinho do prefeito Adail Filho

    David Almeida lidera nova pesquisa para prefeito de Manaus


    Comentários