Fonte: OpenWeather

    Austeridade


    Vídeo: Decreto municipal prevê economia de R$ 58 milhões em Manaus

    O decreto cria o programa "Responsabilidade com Manaus", que deve gerar uma economia de R$ 58 milhões entre agosto de 2019 a julho de 2020

    "Queremos entregar o melhor possível para os próximos governantes", disse Arthur Neto
    "Queremos entregar o melhor possível para os próximos governantes", disse Arthur Neto | Foto: LEONARDO MOTA

    "Esse decreto é puro reforço à austeridade [controle dos gastos]", disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, nesta segunda-feira (1º), durante a assinatura do decreto de contenção de gastos e custeio da máquina pública municipal na sede da Prefeitura, localizada no bairro Compensa, Zona Oeste da capital.

    De acordo com Neto, o decreto cria o programa "Responsabilidade com Manaus", que deve gerar uma economia de R$ 58 milhões entre agosto de 2019 a julho de 2020. "A gente chegou a uma etapa mais nobre. Estamos com uma Manaus ajustada. Queremos entregar o melhor possível para os próximos governantes", frisou o prefeito, acrescentando que o programa leva em consideração as metas estipuladas no planejamento estratégico “Manaus 30”, que tem como objetivo a eficiência dos gastos públicos.

    Na ocasião, o gestor frisou que muitos bancos privados podem realizar empréstimos à prefeitura e disse ainda que as concessões são resultados de tranquilidade financeira no município. “Ninguém quer emprestar para quem não paga. A nossa cidade está com autoridade a nível nacional e respeito internacional”, salientou Arthur Neto. 

    Na ocasião, o prefeito de Manaus frisou que muitos bancos privados podem realizar empréstimos à prefeitura
    Na ocasião, o prefeito de Manaus frisou que muitos bancos privados podem realizar empréstimos à prefeitura | Foto: LEONARDO MOTA

     
    O decreto institui que, no período de um ano, seja reduzido em 20% os gastos com serviços de impressão e aquisição de papel, de telefonia fixa e móvel, de fornecimento de combustível e com locação de veículos. A medida prevê cortes de 10% nas despesas com eventos, publicidade, serviços de limpeza, vigilância, manutenção de máquinas e equipamentos. Além disso, há a previsão de redução em 5% nos gastos com contras de água energia elétrica nas secretarias municipais.

    A Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle  Interno (SEMEF) será a responsável em reduzir em 10% as cotas orçamentárias de contratos e serviços de valores estimados, mantidos por todos os órgãos, entidades e fundos do Poder Executivo. A Secretaria Municipal de Administração, Planejamentos e Gestão (Semad) deverá cancelar linhas corporativas de secretários, subsecretários, presidentes e demais cargos. 

    Edição: Isac Sharlon

    Veja reportagem da TV Em Tempo:

    Veja reportagem | Autor: Juliano Couto/TV Em Tempo
     

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Moradores fecham rua em protesto contra buracos no Tancredo Neves
    Amor ao próximo: voluntários contam histórias em abrigos de Manaus





    Comentários