Fonte: OpenWeather

    Notas de Contexto


    Câmara Municipal: Bancada da Bala em Manaus?

    A Câmara Municipal de Manaus também tem a sua bancada da bala

    Bancada da Bala em Manaus | Foto: Malika

    A exemplo da Câmara dos deputados, a Câmara Municipal de Manaus também tem a sua bancada da bala.

    O debate sobre o decreto de armas do presidente Bolsonaro para flexibilizar a posse e o porte no país e editado em maio foi o tema levado para o plenário pelo vereador Gedeão Amorim (MDB), que se posicionou radicalmente contra a liberação das armas.

    — O governo deveria editar decretos para investir mais na educação, cultura, pesquisa e tecnologia. Aí sim o país estaria armado para o futuro –, disse Gedeão.

    4 homens e um destino

    Na hora em que disse isso, Gedeão foi contestado veementemente pelos vereadores Chico Preto (PMN), Raulzinho (Democratas), Roberto Sabino (PHS) e Dante (PSDB), que defendem com unhas e dentes o registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição.

    Chico Kid

    Chico Preto disse que é direito do cidadão andar ou não armado.

    E disse que aquele que solicitar o porte de arma vai estar preparado e bem treinado para usar uma arma.

    — E ele não vai andar por aí com rifle. Isso não existe!

    Violenta emoção

    Não é bem assim, Chico.

    Existem casos, aqui em Manaus, que membros da nossa valorosa Polícia Militar, bem treinados e que passaram por avaliação psiquiátricas, sacaram suas armas e mataram companheiros dentro do quartel.

    Infelizmente, tem ser humano que não suporta a pressão e acaba agindo sob violenta emoção.

    Isso é do ser humano.

    Sob domínio do medo

    Raulzinho chegou a citar o caso de um amigo, “ Chiquinho”, um comerciante da Zona Leste, que guardou a renda de se mercadinho em casa e teve a residência invadida por assaltantes.

    —Se ele tivesse uma arma, teria como se defender e sua família não teria passado por tanta humilhação e medo.

    Tiro pela culatra

    Ao que Gedeão corrigiu:

    — Teria sido pior, vereador Raulzinho, porque ele iria reagir e, ao enfrentar uma quadrilha sozinho, poderia até ter morrido.

    Perigo em casa

    O vereador Elias Emanuel disse que tem dois filhos adolescentes em casa.

    — Como sairia tranquilo sabendo que tem uma arma dentro de casa. Menino pega até a chave do carro do pai, sem ele saber, e vai pra rua fazer besteira!

    “Passividade” do general

    O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Omar Aziz (PSD-AM), disse que está surpreso com a “passividade” de Heleno no governo de Jair Bolsonaro.

    Não me permitiria

    O general sofreu na segunda-feira, dia 1º, um ataque nas redes sociais de Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro.

    — Eu não me permitiria ser atacado como ele foi ontem. Estou desconhecendo o general –, acrescentou Aziz.

    Solidariedade

    O senador do Amazonas manifestou nessa terça-feira (2) solidariedade a Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

    — Quero me solidarizar com o general Heleno –, disse o senador, lembrando que Heleno foi comandante militar na região da Amazônia.

    Alvo da vez

    Depois de Hamilton Mourão e Santos Cruz, o alvo da vez foi Augusto Heleno.

    Sem citar o nome do ministro, Carlos levantou suspeitas sobre a conduta do GSI no episódio que levou à prisão o segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues.

    O sargento foi flagrado na Espanha com 39 kg de cocaína em voo da Força Aérea Brasileira (FAB).

    Ganhamos uma

    O ex-governador do Amazonas e senador Eduardo Braga (MDB-AM) considerou um avanço a publicação, nessa terça-feira (2), de decreto do presidente Jair Bolsonaro que amplia de 8% para 10% o benefício fiscal em Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) concedido a concentrados de refrigerantes.

    Briga de resultados

    Para ele, o decreto de Bolsonaro é a primeira vitória.

    — Nossa briga começa a dar resultados. Mesmo não atendendo 100% o nosso pleito, já é um avanço.

    Favorece a ZFM

    A nova alíquota valerá de outubro a dezembro deste ano.

    A decisão consta de decreto publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de segunda-feira e favorece as indústrias de refrigerantes instaladas na Zona Franca de Manaus.

    — Continuaremos lutando, dando um passo de cada vez –, disse Braga.

    Combate à corrupção

    O Amazonas terá uma Delegacia Especializada em Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro.

    O foco será a investigação de crimes relacionados à lavagem de dinheiro fruto dos demais crimes, como tráfico de drogas, estelionato e roubos.

    Bonates anuncia

    O anúncio foi feito pelo secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, ontem (02), durante a abertura do Programa Nacional de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro.

    Emenda para aeroportos

    O deputado federal Alberto Neto (PRB-AM) apresentou, ontem (2), na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra), uma emenda importantíssima para o Amazonas.

    Que, se aprovada, vai proporcionar a reforma, construção e aparelhagem de pelo menos 20 aeroportos situados nos estados que compõe a Amazônia brasileira, entre eles o Amazonas.

    Defesa da mulher

    A prevenção de todo e qualquer tipo de violência contra a mulher deverá ser incluída nos currículos da educação básica.

    É o que determina o Projeto de Lei (PL) 598/2019, do senador Plínio Valério (PSDB-AM), aprovado nessa terça-feira (2) na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

    Segundo plano

    Segundo o senador, a mulher brasileira tem sido relegada a plano secundário em vários âmbitos, numa realidade que muda a passos muito lentos.

    — Embora esteja cada vez mais presente no mundo do trabalho, mantendo seu papel estruturante na família, a mulher recebe menos que o homem no desempenho das mesmas tarefas –, frisou Valério.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    David Almeida lidera corrida à Prefeitura?

    Morde e Assopra: Marcelo Ramos já pensa em 2022?

    Comentários