Fonte: OpenWeather

    POLÍTICA INDUSTRIAL


    Abinee pede a Guedes revogação da portaria sobre ex-tarifários

    Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, a medida é prejudicial à indústria brasileira.

    A medida do governo estabelece novos instrumentos visando a zerar tarifas de importação de bens de Tecnologia da Informação e Comunicações | Foto: Reprodução

    A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) protocolou no Ministério da Economia solicitação ao ministro Paulo Guedes para que revogue a Portaria 309, que alterou a forma de concessão e contestação de ex-tarifários. A medida do governo estabelece novos instrumentos visando a zerar tarifas de importação de bens de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC) e bens de capital produzidos no Brasil.

    Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, a medida é prejudicial à indústria brasileira. "Essas mudanças causam prejuízos substanciais à indústria instalada no Brasil", reitera o executivo. A entidade vai participar também, na próxima terça-feira, dia 9, às 10 horas, de uma audiência publica no Senado para discussão da portaria. A audiência é uma iniciativa do presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Omar Azis (PSD-AM).

    Ainda segundo Barbato, a Abinee também demonstra preocupação com recentes manifestações do governo federal em relação à proposta de redução das alíquotas somente para os referidos bens. Na avaliação dele, essas sinalizações têm gerado apreensão e insegurança jurídica no setor eletroeletrônico, prejudicando a decisão de investimentos no País.

    "O setor eletroeletrônico não se nega a enfrentar a concorrência com os produtos importados por conta da redução da tarifa", afirma. Entretanto, diz o presidente da Abinee, o tema da abertura comercial deve ser tratado com transparência e à luz de reciprocidade. "Não devemos simplesmente oferecer nosso mercado a produtos importados com alíquota zerada, em detrimento da indústria e dos empregos brasileiros", contesta Barbato. 

    Para a Abinee, a abertura comercial é importante, mas deve ocorrer de forma negociada com a indústria, envolvendo todo o universo tarifário, de maneira que não se escolham setores vencedores.

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Após ser chamado de traidor, Bolsonaro diz a policiais: 'Vou resolver'

    Wilson Lima reúne indústria para discutir desenvolvimento no AM



    Comentários