Fonte: OpenWeather

    Energia Elétrica


    Deputados cobram a Aneel solução para o apagão no Interior do Amazonas

    Deputados federais pediram que a energia elétrica dos municípios seja restabelecida e os prejuízos da população sejam ressarcidos

    Para o deputado federal Marcelo Ramos, uma sugestão seria o cabeamento via Ponte Rio Negro
    Para o deputado federal Marcelo Ramos, uma sugestão seria o cabeamento via Ponte Rio Negro | Foto: Estadão Conteúdo

    Brasília - Em reunião nesta terça-feira (23), com o diretor geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone, os deputados federais Marcelo Ramos (PL-AM) e Silas Câmara (PRB-AM), que preside a Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, cobraram uma rápida solução para que a energia elétrica nos municípios de Manacapuru e Iranduba  seja restabelecida e que os prejuízos causados à população sejam ressarcidos.

    “Estamos muito preocupados com as consequências desse apagão para os moradores desses municípios, que estão perdendo os alimentos que compram. Há, ainda, a falta de água também em razão da falta de energia. Viemos, por isso, cobrar que a Aneel possa atuar na cobrança junto à empresa Amazonas Distribuidora do cumprimento do contrato de concessão e que sejam tomadas providências imediatas. Afinal, são muitos os prejuízos”, disse Marcelo Ramos. 

    O deputado diz ainda que não basta apenas a regularização do fornecimento de energia elétrica aos municípios afetados. Para Ramos, é preciso que seja construído back up da rede que leva energia à margem esquerda do Rio Negro, uma vez que o cabeamento é subaquático e de difícil manutenção, para evitar novos apagões em Iranduba e Manacapuru. “Uma sugestão avaliada seria o cabeamento via Ponte Rio Negro”. 

    Segundo o diretor geral da Aneel, já há em ação um plano de contingência visando ao restabelecimento do fornecimento de energia em Manacapuru e Iranduba, que deve acontecer até a próxima sexta-feira (27). 

    “Já determinamos que fossem levados geradores para os hospitais e postos de abastecimento de água de Manacapuru e Iranduba”, informou o diretor. Ele explicou ainda, que o cabo subaquático que abastece esses municípios se rompeu a uma profundidade de 50 metros, o que traz uma dificuldade adicional no reparo. 

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Linhas de ônibus de Manaus terão adequações nas frotas

    Sem energia, aulas em Iranduba são canceladas

    Comentários