Fonte: OpenWeather

    Queimadas


    Vídeo: deputados debatem preservação da Amazônia no Cigs em Manaus

    Além do reforço em combate às queimadas, assuntos polêmicos entraram em pauta na sessão

    Assista a reportagem | Autor: Alex Costa/ TV Em Tempo

    A reunião foi transmitida pelas redes sociais da Aleam- AM
    A reunião foi transmitida pelas redes sociais da Aleam- AM | Foto: Reprodução TV Em Tempo

    Manaus- Deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam- AM) participaram de uma sessão plenária nesta terça-feira (27), no Centro de Instrução Guerreiros da Selva (CIGS) localizado na Avenida São Jorge, bairro São Jorge, zona oeste de Manaus. Em pauta estavam o combate às queimadas na Amazônia e o apoio das forças armadas na preservação da floresta.

    Fundo Amazônia

    A polêmica envolvendo cortes milionários ao Fundo Amazônia esteve na pauta de discussões do legislativo do Amazonas. Desde que foi criado, em 2008 o Fundo arrecadou R$ 3,4 bilhões para custear projetos de preservação de florestas, controle e combate ao desmatamento. Os recursos são provenientes da Noruega e da Alemanha, os países anunciaram o fim do investimento em território brasileiro.

    Reunião com governadores

    Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro disse que irá decretar a garantia da lei e da ordem aos estados que solicitarem. O Ministério da Defesa espera que todos os estados que compõem a Amazônia Legal peçam a intervenção. A medida permitirá que as forças armadas atuem nos territórios afetados pelas queimadas.

    A reunião busca soluções contra as queimadas na Amazônia
    A reunião busca soluções contra as queimadas na Amazônia | Foto: Cláudio Heitor/Secom

    Os chefes dos executivos de Estados das regiões norte e centro-oeste foram recebidos por Bolsonaro no Palácio do Planalto. O encontro durou cerca de duas horas e meia e foi transmitido ao vivo pelas redes sociais do governo federal. A troca de farpas entre o presidente brasileiro com o presidente francês Emmanuel Macron que se arrasta desde a semana passada foi motivo de debate durante o encontro.

    Jair Bolsonaro disse que pode reconsiderar a decisão da véspera e aceitar a ajuda emergencial do G-7 caso o presidente da França retire "insultos" contra ele e a ideia de que a internacionalização da amazônia está "em aberto".

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Alex Costa/ TV Em Tempo
     

    Texto Web: Bruna Oliveira 

    Comentários