Fonte: OpenWeather

    Delação


    ‘Propinas sem limites’, diz Palocci sobre propinas para Lula e PT

    O testemunho revelou detalhes de negociações do ex-ministro com grandes empresários para o pagamento de propinas ao governo.

    a delação de Palocci é corroborada pelos indícios descobertos durante as investigações da Lava Jato e também pelas informações da delação do empresário Marcelo Odebrecht.
    a delação de Palocci é corroborada pelos indícios descobertos durante as investigações da Lava Jato e também pelas informações da delação do empresário Marcelo Odebrecht. | Foto: André Dusek

    Um novo trecho da delação do ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antônio Palocci, perdeu o sigilo nesta quarta-feira (28). O testemunho revelou detalhes de negociações do ex-ministro com grandes empresários para o pagamento de propinas ao governo.

    O documento foi divulgado pela Justiça Federal do Paraná após um pedido da força-tarefa da Lava Jato e o conteúdo foi divulgado pela revista Veja. A delação foi homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin   “Todos os grandes empresários que participaram dessa operação ofereceram dinheiro ‘sem limites’ para Palocci e Guido Mantega porque, afinal de contas, é ‘me livre de uma dívida de 200 bilhões de reais’”, diz o documento.

    O ex-ministro ainda narrou uma conversa que teria tido com o ex-presidente Lula no Palácio do Planalto, onde foi orientado pelo petista a "aceitar imediatamente" uma propina no valor de R$ 300 milhões.

    De acordo com a reportagem, a delação de Palocci é corroborada pelos indícios descobertos durante as investigações da Lava Jato e também pelas informações da delação do empresário Marcelo Odebrecht.

    Comentários