Fonte: OpenWeather

    Conselho de Administração da Suframa


    Bolsonaro afasta Paulo Guedes do Conselho de Administração da Suframa

    A mudança acontece depois de declarações de Guedes durante palestra em Fortaleza, no dia 6 de setembro, onde chamou a ZFM de modelo “antieconômico e tudo mal feito”. Tal posicionamento do ministro causou indignação no meio político do Amazonas

    | Foto:

    Manaus - O Governo Federal mudou o decreto nº 9.912, que dispõe sobre a composição do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e em publicação no Diário Oficial da União, retirou a participação do ministro Paulo Guedes nas reuniões do Conselho, além da possibilidade do colegiado ser presidido pelo secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, em caso de ausências e impedimentos por parte do titular.

    Em julho, o presidente Jair Bolsonaro havia definido que o ministro da Economia, Paulo Guedes, seria o presidente do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus.

    A mudança acontece depois de fortes declarações de Guedes durante palestra em Fortaleza, no dia 6 de setembro, onde chamou a ZFM de modelo “antieconômico e tudo mal feito”. Tal posicionamento do ministro causou indignação em parlamentares amazonenses. 

    “Em julho, o presidente Jair Bolsonaro definiu que o ministro da Economia, Paulo Guedes, seria o presidente do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus. Vejo a alteração como uma atitude sábia e preocupada em resguardar a democracia, garantir as discussões, e zelar pelo nosso modelo. Creio que desta forma, conseguiremos alcançar a finalidade do CAS, que é a definição de diretrizes, planos, programas, projetos e ações a serem desenvolvidos na área de atuação da Autarquia”, disse o deputado Wilker Barreto. 

    CAS reúne na quinta  pra analisar US$ 133.6 milhões em investimentos

    A 288ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS) será realizada na próxima quinta-feira (26), com análise de 26 projetos, sendo 5 de implantação e 21 de ampliação, atualização e diversificação. Estão previstos investimentos totais de US$ 133,6 milhões em até três anos, com geração de 864 novos postos de trabalho.

    * Com informações da assessoria do deputado Wilker Barreto 






    Comentários