Fonte: OpenWeather

    Aleam


    Delegado Péricles quer Rocam em sede própria

    Deputado estadual elogiou a ação dos policiais militares na Zona Sul da capital amazonense na madrugada desta quarta-feira (30)

    Péricles usou a Tribuna, na manhã desta quarta-feira, para parabenizar aos policiais pela ação na Zona Sul de Manaus | Foto: Samuel Silva/Aleam

    Manaus - Ao elogiar a atuação da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e da Força Tática em ação policial que resultou na morte de 17 criminosos na Zona Sul da capital amazonense, na madrugada desta quarta-feira (30), o deputado Delegado Péricles (PSL) afirmou que tem atuado junto ao Governo do Estado para que a ronda ostensiva tenha construção de sede própria. 

    "Luto para que eles tenham o próprio prédio. É uma força especializada de excelência que merece isso. Tenho intercedido junto ao Governo do Estado, que sei já ter projeto da sede aprovado pela Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana). A previsão é de que no próximo ano este sonho saia do papel. Seguirei atuando para que isso de fato seja concretizado", afirmou o parlamentar.

    Segundo Péricles, a positiva atuação da polícia em abordagem a grupo de criminosos reforça tanto a capacidade técnica desses profissionais, quanto reforça a urgente necessidade de ação sobre a segurança pública do Amazonas.

    "É preciso assegurar a valorização desses profissionais, que arriscam suas vidas em prol da segurança da população; investir em infraestrutura - aliando sempre a tecnologia ao combate à criminalidade; e aprimorar o trabalho de inteligência para que a polícia sempre se antecipe à ação do criminoso, sem necessidade de esperar por denúncias anônimas", reforçou.

    Péricles usou a Tribuna, na manhã desta quarta-feira, para parabenizar aos policiais por ação que, mesmo com a morte de 17 criminosos, foi concluída sem a morte de policiais ou pessoas inocentes. 

    “Sou delegado e fui vítima da criminalidade em nossa capital. Sei exatamente a importância de ações eficazes diante de um crime cada vez mais profissionalmente armado e estruturado, infelizmente em muitos casos, até mais do que a própria polícia. São policiais que saíram de suas casas e cumpriram seu dever de resguardar moradores daquela área, que vivem temerosa por uma eterna briga entre facções", concluiu.


    Com informações da assessoria*

    Comentários