Fonte: OpenWeather

    Denúncia


    Lava jato denuncia ex-diretor da Petrobras por fraude de R$ 525 Mi

    Esquema beneficiou empresa em contratos com a estatal mediante promessa de propina superior a R$ 5,6 milhões

    A denúncia mostra que, entre 2011 e 2012, Luis prometeu e efetivamente realizou o pagamento de valores indevidos a Duque
    A denúncia mostra que, entre 2011 e 2012, Luis prometeu e efetivamente realizou o pagamento de valores indevidos a Duque | Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

    A força-tarefa Lava Jato em Curitiba apresentou denúncia contra o engenheiro Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, e o empresário Luis Alfeu Alves de Mendonça, ex-diretor da Multitek Engenharia Ltda, nesta segunda-feira (13). 

    Eles são acusados pelas práticas de corrupção e lavagem de dinheiro no interesse de contratos celebrados entre as empresas.

    Segundo o Ministério Público Federal (MPF), em dois anos, o esquema envolveu a promessa de mais de R$ 5.688.526,00 em propina e fraudou contratos que totalizaram R$ 525.781.462,72. 

    A denúncia mostra que, entre 2011 e 2012, Luis prometeu e efetivamente realizou o pagamento de valores indevidos a Duque para, em troca, obter vantagens em três contratos e respectivos aditivos com a Petrobras. Duque usou do cargo para favorecer a Multitek.

    A investigação ainda mostra que os dois contaram com a ajuda dos irmãos Milton Pascowicht e José Adolfo Pascowicht para fazer contratos ideologicamente falsos, compras de obras de arte e custeio de reformas imobiliárias. Eles fecharam acordo de delação premiada e revelaram todo o esquema criminoso.

    Condenado em sete ações penais da Operação Lava Jato, Duque deixou a prisão em março deste ano.

    Comentários