Fonte: OpenWeather

    TRIBUTÁRIA


    Reforma precisa de discussão ampla para não prejudicar o Amazonas

    Sindney Leite defendeu que a reforma não deve aumentar a tributação sobre o consumo e prejudicar os trabalhadores

    No debate da FAS, Leite ressaltou que discussão deve ser feita com cautela | Foto: Divulgação

    Manaus - O deputado Federal Sidney Leite (PSD-AM) defendeu uma discussão ampla para se alcançar uma reforma tributária madura para o Brasil e que não prejudique o Amazonas. O parlamentar que é o vice-presidente da Comissão Especial que analisa a PEC 45/2019, que altera o Sistema Tributário Nacional, participou nesta quarta-feira (29), do debate virtual "Webinar Reforma Tributária, ZFM e Sustentabilidade: a visão dos parlamentares".

    Para o deputado, o desafio nesse momento é a retomada da economia do país. Citando a distribuição de recursos por meio do auxílio emergencial, ele considera que com dinheiro nas mãos a população faz a economia ficar aquecida e esse exemplo deve ser levado para a reforma tributária.

    “Entendo que esse exemplo deve ser levado para a Reforma Tributária e não, mais uma vez, aumentar a tributação para o consumo e prejudicando a grande massa de trabalhadores”, pontuou o deputado.

    Leite ressaltou que o debate sobre a Reforma Tributária deve ser feito com cautela e ter maior participação da sociedade. O deputado lembrou que o Brasil é o quarto país que mais cobra tributo de empresa e isso reflete no consumo, serviços e na cadeia de modo geral.

    “É muito difícil avançarmos nesse debate estando nesse período que as duas casas não estão funcionando de forma presencial. Outro ponto é: como vamos votar uma reforma que só para calibrar os impostos demora dez anos?”, questionou.

    O debate foi promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e contou com a participação de deputados federais e senadores do Amazonas.


    *Com informações da assessoria

    Comentários