Fonte: OpenWeather

    Com a palavra


    ‘Nosso compromisso é construir uma Manaus melhor’, diz David Almeida

    Segundo o prefeito eleito, sua missão é construir uma Manaus melhor para todos através de sua gestão inclusiva em conjunto com a sociedade

     

    Após disputar a corrida eleitoral com 11 candidatos e vencer no segundo turno, David segue para o comando do Executivo
    Após disputar a corrida eleitoral com 11 candidatos e vencer no segundo turno, David segue para o comando do Executivo | Foto: Divulgação

    Manaus - Eleito prefeito de Manaus com 466.970 votos (51,27%) nas eleições municipais deste ano, David Almeida (Avante) conquistou o eleitorado com propostas voltadas principalmente para as áreas da educação, saúde e mobilidade urbana. Além de destacar uma gestão inclusiva e de compromisso com a população.

    Com 24 anos de vida pública, David foi deputado estadual por três mandatos consecutivos, sendo eleito, pela primeira vez, em 2006, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Em 2017, Almeida ocupou o cargo de governador do Amazonas e agora segue para comandar a Prefeitura de Manaus.

    Segundo o prefeito eleito, sua missão é construir uma Manaus melhor para todos.

    "

    Vamos trabalhar sintonizados, visando, sempre, à promoção do bem-estar da população "

    David Almeida, prefeito eleito, sobre trabalhar ao lado de seu vice como dois prefeitos

    EM TEMPO - Quando eleito, o senhor afirmou que Manaus não sentirá mais falta dos caciques. Qual será o diferencial da sua gestão?

    David Almeida - Vamos fazer uma gestão participativa, ouvindo os políticos, porque eles são os representantes, e escutando as pessoas. Antes de tomar decisões, gosto de ouvir opiniões e discutir as melhores alternativas. Se alguém apresentar uma proposta melhor do que a minha, não vejo problema em aprovar. O nosso compromisso é com a população, e nós vamos fazer o que for possível para resolver os problemas da nossa cidade, sem prometer ou enganar ninguém. Um dos nossos compromissos é melhor distribuir a riqueza arrecadada pela Prefeitura de Manaus, proporcionando os melhores serviços à população.

    EM TEMPO - Desde o início da campanha, o senhor promete trabalhar ao lado de seu vice, Marcos Rotta, como “dois prefeitos”. Como esse trabalho irá acontecer?

    David Almeida - Eu conheço bem o Marcos Rotta, porque já atuamos juntos no parlamento estadual e sempre nos entendemos muito bem. Na prefeitura não será diferente. Vamos trabalhar sintonizados, visando, sempre, à promoção do bem-estar da população, um respeitando a competência do outro. Vamos trabalhar de forma harmônica, buscando, sempre, a construção de uma Manaus melhor para todos.

    EM TEMPO - Durante a campanha, o senhor defendeu que a Guarda Municipal fosse modernizada, qualificada e armada. Como será executado esse protejo na sua gestão?

    David Almeida - Vamos criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social de Manaus e implantar o Programa de Estruturação da Segurança Pública e Defesa Social, para nortear todas as ações nessa área. Essa secretaria vai apoiar os projetos de infraestrutura nas comunidades, de educação, esporte, cultura, lazer e cidadania, priorizando as áreas de risco social. Vamos reforçar o quadro funcional da Guarda Municipal, valorizar, qualificar e equipar o efetivo, para que esse profissional possa prestar serviços de qualidade à população. Vamos atuar, por exemplo, fazendo uso de bases móveis, que vão se posicionar em pontos estratégicos da cidade e trabalhar em sintonia fina com a Polícia Militar, com o projeto “Bico Legal”. Acreditamos que dessa forma vamos melhorar a sensação de segurança da população e prestar serviços relevantes à cidade.

    Por defender a independência dos poderes, David diz que não deve escolher o próximo presidente da CMM
    Por defender a independência dos poderes, David diz que não deve escolher o próximo presidente da CMM | Foto: Divulgação

    EM TEMPO- Com o Plano da Lei Orçamentária Anual de 2021, estimado para ter um corte de quase meio milhão de reais, qual a estratégia o senhor pretende adotar para colocar em prática as propostas de campanha?

    David Almeida - A previsão aponta um orçamento menor em torno de R$ 600 milhões. Eu e o Rotta vamos nos pautar pela busca da eficiência e otimização dos recursos disponíveis, para fazer mais com menos. Quando você corta desperdícios, já começa a deixar de gastar recursos públicos de forma indevida. Mas outra coisa importante será buscar o apoio de todos. Vamos atrás dos ministérios do governo federal em busca de recursos de programas federais que contemplem a nossa cidade naqueles programas que propusemos para nossa população.

    EM TEMPO - Seguindo em um cenário com orçamento municipal reduzido, quais promessas devem ser priorizadas no seu primeiro ano como prefeito de Manaus?

    David Almeida - O desafio é grande, mas não assusta, porque estamos acostumados a fazer mais com menos. Na prefeitura, nós já estamos trabalhando, visando ajustar as despesas. Só nas despesas administrativas, por exemplo, que incluem pagamentos de aluguéis e outros itens que hoje giram em torno de R$ 1 bilhão por ano, contra cerca de R$ 670 milhões do Governo do Amazonas, que tem uma estrutura bem maior, pretendemos economizar cerca de R$ 300 milhões por ano, e esses recursos vão ser usados para cobrir as despesas de programas como o Auxílio Manauara, que vai atender mais 40 mil famílias. Além da rede de proteção social, nós vamos priorizar ações na saúde, na educação, no sistema de transporte coletivo, na mobilidade urbana, habitação, infraestrutura e segurança. Na terça-feira (14), por exemplo, eu devo ir à Brasília iniciar as articulações para firmar parceria com o governo federal, em busca de recursos para investimentos na infraestrutura e na construção de casas populares.

    "

    O desafio é grande, mas não assusta, estamos acostumados a fazer mais com menos "

    David Almeida, prefeito eleito, sobre o orçamento municipal reduzido


    EM TEMPO - Manaus ainda sofre com um grande número de casos da Covid-19. Quais estratégias o senhor pretende adotar para frear o contágio na capital?

    David Almeida - A saúde da população é o nosso maior compromisso. Estamos iniciando tratativas com o governo federal sobre essa questão da imunização contra a Covid-19. Estamos confiantes e certos de que o governo federal fará a sua parte e dará a todos os membros federativos o apoio necessário e adotará as medidas que se fizerem necessárias para garantir o êxito de uma campanha de vacinação, que deverá ocorrer no próximo ano.

    EM TEMPO - Durante a campanha, o senhor disse que iria priorizar opções de lazer e de cultura para Manaus. Novos pontos de lazer devem ser inaugurados nos próximos quatro anos?

    David Almeida - Temos várias ações e programas definidos para incentivar a cultura e o esporte. Nós vamos realizar uma grande ação de recuperação e revitalização das praças de Manaus, para que esses espaços possam ser usados pelas pessoas. Vamos implantar, também, oficinas de arte nas comunidades carentes para aproximar a arte e a cultura dos bairros em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Vamos valorizar os artistas e as expressões culturais regionais, incentivar festivais e eventos culturais, bem como implantar o programa de divulgação da riqueza cultural de Manaus.

    O prefeito eleito planeja recuperar e revitalizar os espaços públicos na capital
    O prefeito eleito planeja recuperar e revitalizar os espaços públicos na capital | Foto: Divulgação

    EM TEMPO - O atual prefeito, Arthur Neto (PSDB),prorrogou por mais 15 anos o contrato com as empresas de coleta de lixo e transporte público. O senhor pretende manter esses serviços?

    David Almeida - Nós já acionamos o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) por meio de uma representação, na qual pedimos a suspensão de licitações, pregões e leilões não essenciais abertos pela atual gestão, nas proximidades do fim do mandato. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) preconiza que o gestor que está saindo não pode fazer previsão de despesa que ultrapasse os dias do seu mandato. O nosso pedido à Corte de Contas não é para proibir, mas que avalie a nossa representação no sentido de recomendar à Prefeitura que não faça despesas não essenciais que vão além do dia 31 de dezembro. Afinal de contas, receberei a Prefeitura com orçamento menor e com obrigações não essenciais já contratadas pela atual gestão.

    EM TEMPO - Por tradição, a escolha do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM) é indicada pelo prefeito com vereadores aliados. Já existe alguma articulação para quem deve ser indicado pelo senhor a ocupar a presidência da Casa em 2021?

    David Almeida - Por uma questão de respeito ao parlamento municipal, nós vamos acompanhar de longe a questão da escolha do novo presidente do Legislativo. Defendemos a harmonia e a independência dos poderes. Logo, não poderíamos adotar outra conduta diante do processo de escolha do novo presidente da CMM.

    Leia mais:

    Programa habitacional de David terá emenda da bancada federal

    David articula recursos para habitação com líder da bancada federal

    'Nosso compromisso é construir a Manaus de todos', diz Marcos Rotta

    Comentários