Fonte: OpenWeather

    Novo Comando


    Alessandra Campêlo anuncia saída da Aleam para assumir Seas

    A deputada destacou que pretende dar continuidade as ações sociais que o Governo do Estado já executa, além de unir a oferta dos serviços com as demais secretarias estaduais

     

    A nomeação da deputada está prevista para ocorrer na quarta-feira (17)
    A nomeação da deputada está prevista para ocorrer na quarta-feira (17) | Foto: Divulgação

    Manaus - Após especulações sobre sua saída da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) anunciou nesta terça-feira (16) durante sessão plenária da Aleam que está deixando o cargo no parlamento estadual para comandar a Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas).

    A nomeação da deputada está prevista para ocorrer na quarta-feira (17). Alessandra irá substituir a assistente social Marcília Teixeira da Costa, que está no cargo desde maio de 2020.

    “Eu fui convidada pelo governador Wilson Lima e aceitei. Na data de amanhã devo estar sendo nomeada como Secretária de Estado de Assistência Social. Uma missão que recebo com muita responsabilidade, pela confiança do governador no meu trabalho”, disse a deputada no anúncio.

    Expectativas

    Ao anunciar sua saída, Alessandra também destacou as metas e os trabalhos que pretende realizar a frente da pasta. Segundo a deputada, a proposta é dar continuidade as ações sociais que o Governo do Estado já executa, além de unir a oferta dos serviços com as demais secretarias estaduais.

    "Nosso foco a frente da secretaria será em primeiro lugar, garantir a segurança alimentar da população amazonense. Seja por meio do acesso ao emprego unindo com a secretaria de trabalho, através da criação de cursos profissionalizantes para recolocar as pessoas no mercado de trabalho por meio do Cetam, ou por meio do apoio a crianças e adolescentes, unindo a Seduc. Nossa ideia, é unir todas as ações sociais que o governo já tem em um grande guarda-chuva de ação social e trabalhar para que as pessoas tenham acesso aos seus direitos básicos”, destacou Campelo.

    Alessandra destacou ainda que pretende levar a defesa das mulheres para o comando da Seas e continuar viabilizando melhores condições de vida a categoria. 

    “Assim como no meu mandato as mulheres terão uma atenção especial na gestão da Seas. Não só por uma preocupação minha, mas uma preocupação do governador, que já destacou um olhar diferenciado com mulheres que vivem em situação de extrema pobreza, chefes de família e principalmente mulheres vítimas de violência doméstica”, garantiu.

    Bastidores

    Nos bastidores políticos, a parlamentar estaria perdendo força no partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e corre o risco de não conseguir se lançar no pleito de 2022, pela "baixa popularidade". No entanto, Alessandra desmentiu as especulações e reafirmou que a mudança se trata de um convite do governador, Wilson Lima. 

    Suplente

    Com a mudança, o ex-prefeito de Manacapuru e ex-deputado estadual Angelus Figueira assumirá a cadeira de Alessandra no parlamento estadual.  Em 2018, Angelus foi candidato a deputado estadual pelo PSDC e teve 12.675 votos, ficando como suplente. Ano passado, Angelus tentou novamente voltar para prefeitura de Manacapuru, mas perdeu para Beto D’Ângelo.

    Leia mais:

    Alessandra Campelo pode deixar Aleam para assumir o comando da Seas

    PL prevê comercialização de produtos agrícolas como serviço essencial

    Alessandra articula retorno de academias com protocolos de prevenção

    Comentários