Fonte: OpenWeather

    Pesquisa


    Hidrogel de gengibre desenvolvido no Amazonas evita amputação

    Os primeiros testes do hidrogel de gengibre amargo foram feitos em 2014

    O produto já teve sua patente requerida | Foto: Divulgação

    O produto já teve sua patente requerida
    O produto já teve sua patente requerida | Foto: Divulgação

    Nada é tão eficaz em melhorar a vida de quem mais precisa do que o estudo, a pesquisa e a ciência. Mais uma prova concreta de tal máxima veio diretamente do INPA, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia mais precisamente das mãos e do trabalho de Carlos Cleomir de Souza Pinheiro, pesquisador do instituto.

    Há 20 anos que Carlos vem desenvolvendo um hidrogel à base de gengibre amargo, capaz de evitar amputações das extremidades em pacientes que sofrem de diabetes e o produto chegará ao mercado ainda esse ano.

    De acordo com Carlos, doutor em Biologia e Recursos Naturais,o hidrogel foi testado em 27 pacientes diabéticos que sofriam com úlceras nos pés indicadas para amputação e alcançou a cura em 95% dos casos.

    Segundo o pesquisador, a cura se dá a partir do potencial cicatrizante, anti-inflamatório, analgésico e vasodilatador que o gengibre amargo oferece. O produto vem sendo desenvolvido e testado desde 2004 e, segundo pacientes que utilizaram o hidrogel, a cura veio em menos de dois meses de uso.

    Há 20 anos que Carlos vem desenvolvendo um hidrogel
    Há 20 anos que Carlos vem desenvolvendo um hidrogel | Foto: Divulgação

    Para produção do medicamento, Carlos criou a Biozer da Amazônia, empresa incubada no INPA, a fim não só de produzir o gengibre amargo como de possibilitar a chegada do hidrogel ao mercado.

    Trata-se de um trabalho desenvolvido em parceria com a Unicamp, a Faculdade de Medicina do ABC, a Universidade Federal do Amazonas, Universidade do Estado do Amazonas (Ufam) e a Fundação de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

    O produto já teve sua patente requerida, e está agora aguardando liberação da Anvisa. A comercialização deve começar no final do ano. 

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Conheça pessoas que tiveram suas vidas mudadas pelo Ensino Superior

    Programa Bolsa Universidade já beneficiou mais de 162 mil estudantes

    Comentários