Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Estrogênio presente em anticoncepcional pode proteger da Covid-19

    A pesquisa realizada pela universidade britânica King`s College London descobriu que altos níveis do hormônio ajudam na melhora da imunidade

    A pesquisa foi feita com mais de 500.000 mulheres no Reino Unido entre 7 de maio e 15 de junho através de um aplicativo desenvolvido pela própria universidade
    A pesquisa foi feita com mais de 500.000 mulheres no Reino Unido entre 7 de maio e 15 de junho através de um aplicativo desenvolvido pela própria universidade | Foto: Reprodução/iStock

    Uma pesquisa realizada pela universidade britânica King`s College London descobriu que níveis altos de estrogênio, hormônio encontrado em maior quantidade no sexo feminino, podem ter efeito protetor contra o novo coronavírus. A pesquisa foi feita com mais de 500.000 mulheres no Reino Unido entre 7 de maio e 15 de junho através de um aplicativo desenvolvido pela própria universidade.

    A pesquisa considerou mulheres que já passaram pela menopausa e que fazem reposição hormonal com o estrogênio e as que não fazem reposição. Além disso, mulheres que ainda não estão na menopausa e as que não estão e tomam anticoncepcional com doses do hormônio.

    O estudo mostrou que as mulheres na pós-menopausa, entre 45 e 50 anos, que não fazem uso de hormônio apresentaram mais riscos e sintomas mais fortes como febre e tosse persistente e necessidade de serem hospitalizadas. As que estão em reposição também apresentaram maior taxa, mas sem necessidade de serem internadas.

    A menor quantidade de casos foi entre as mulheres que tomam anticoncepcional, com idades entre 18 e 45 anos, assim como os sintomas da categoria foram mais leves do que o das mulheres que não fazem uso do método. A conclusão da pesquisa, portanto, foi que o estrogênio potencializa a resposta imunitária. Propõe-se também que, por esse fator, a taxa de homens que não sobrevivem à Covid-19 tem sido maior no mundo. 

    Comentários